Patrocinada

L.E.R.: Projeto estimula leitura e escrita com resultados de longo prazo

Iniciativa do Colégio GGE acompanha estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio com estímulos apropriados a cada faixa etária

JC360
JC360
Publicado em 15/09/2021 às 8:00
Patrocinada
Divulgação
O projeto L.E.R., do Colégio GGE, acompanha estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio FOTO: Divulgação
Leitura:

A leitura é o ponto fundamental do aprendizado e o incentivo aos livros desde cedo vai garantir formação de repertório, enriquecimento vocabular e aprimoramento da escrita. Um projeto do Colégio GGE, que acompanha estudantes por toda vida escolar na instituição, mostra que este é um investimento certeiro e com muitos bons frutos pela frente.

O projeto L.E.R. - sigla para Leitura, Escrita e Reescrita - vai da Educação Infantil ao Ensino Médio. Desde a fase de letramento até a preparação para garantir notas de excelência da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O L.E.R. é exclusivo do GGE e trabalha em cada fase dos estudantes com estímulos apropriados e evoluindo para cada faixa etária”, explica Ana Paula Calado, coordenadora da Educação Infantil da unidade do GGE em Boa Viagem.

Leia também:

>> Como a pandemia também interferiu na alimentação infantil?

>> GGE lança material didático voltado aos anos iniciais do Ensino Fundamental

>> Workshops promovem educação das famílias com envolvimento da escola

Ana Paula explica que na Educação Infantil, o L.E.R. busca construir o encantamento pela leitura aliando o técnico ao lúdico. O Bibi do Livro é uma das ferramentas utilizadas com esse objetivo: uma biblioteca itinerante montada em um velocípede, guiada por um dos alunos, que estimula a imaginação e a autonomia da escolha, com cada criança decidindo, entre os títulos, aquele que quer conhecer.

As crianças também participam da Ciranda Literária, atividade que envolve escola e famílias na prática da leitura. Os títulos escolhidos são levados para casa e lidos com pais e irmãos. “Essas atividades são o L, o estímulo ao desejo de ler, de se tornar um leitor. E eles são levados pelo encantamento, pela brincadeira, até os livros. Perceba que eles são conduzidos pela professora a essas escolhas, mas não é imposto. A decisão é das crianças”, diz a coordenadora.

Processo

O L.E.R. continua com o estímulo à escrita que começa nos anos finais da Educação Infantil. A partir do encontro com a leitura, as crianças escrevem o título do livro, o nome do personagem principal. Como explica Ana Paula, é o início da interpretação desse mundo letrado.

Já a reescrita, o R do L.E.R., é o direcionamento para escrita mais aprimorada. Se no início o objetivo não são ainda as regras ortográficas, na fase à frente, o L.E.R. vai ser ligar ao RediGGE, um concurso contínuo para vestibulares e para a redação do Enem, que inicia no 6° ano do Ensino Fundamental II.

O RegiGGE estimula a prática de elaboração de textos e as correções são baseadas nos critérios do Enem. Os temas são modificados a cada mês e abordam temáticas pertinentes ao cotidiano da sociedade, o que estimula uma escrita fluida e é estratégia para a entrada no Ensino Superior e, claro, para a vida.

Comentários

Mais lidas