GREVE METRÔ SP

GREVE METRÔ SP HOJE (03/10): está CONFIRMADA? VAI TER GREVE DE METRÔ SP HOJE? Veja ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Veja o que se sabe sobre a GREVE METRÔ SP

Imagem do autor
Cadastrado por

Fernanda Cysneiros

Publicado em 02/10/2023 às 23:28
X

Uma greve no metrô e companhia de trem de São Paulo (SP) está prevista para acontecer nesta terça-feira, 3 de outubro.

Funcionários do Metrô, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) irão entrar em uma paralisação por cerca de 24 horas.

Os profissionais protestam contra a privatização, que inclui linhas da rede metroferroviária e a estatal de saneamento, e terceirização dos serviços. No entanto, não deve haver interrupção do fornecimento de água.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, classificou a greve como "política".

“Uma greve sem pauta, uma greve política. Falam que vão ‘entrar em greve porque estão estudando uma possível concessão’. Primeiro, falei que ia estudar concessões na campanha. Não estou fazendo nada de diferente do que eu ia fazer”, afirmou Tarcísio no sábado (30).

Juntos, Metrô e CPTM transportam todos os dias cerca de 4,2 milhões de passageiros. Em 23 de março deste ano, uma outra paralisação da categoria registrou mais de 700 km de congestionamento.

GREVE METRÔ SP: TEM GREVE DE METRÔ HOJE, 03/10?

"As metroviárias e metroviários de São Paulo aprovaram em assembleia que participarão da greve de 24 horas unificada com as categorias ferroviária e sabespiana no dia 3/10 contra as privatizações e terceirizações", informa a nota do Sindicato publicada no site oficial do metroviários.

"Dia 3, vamos parar. São Paulo contra a privatização e terceirização do transporte sobre trilhos, água e saneamento" informa o comunicado publicado no site dos metroviários.

Desta maneira, os trabalhadores do metrô SP pretendem entrar em greve de 24 horas nesta terça-feira (03/10).

GREVE METRÔ CPTM: TREM VAI ENTRAR EM GREVE?

Na sexta-feira (29), o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT) concedeu liminares ao Metrô e à CPTM. A operação dos serviços deve ser de 100% no horário de pico (6h às 9h e 16h às 19h) e de 80% nos demais horários.

A multa para o descumprimento da norma é de R$ 500 mil para cada um dos sindicatos. Já a Sabesp deve atuar 85% durante as horas de pico. Nesse caso, o descumprimento desencadeia uma multa de R$ 100 mil.

PARALISAÇÃO METRÔ SP: QUAIS LINHAS VÃO ENTRAR EM GREVE?

As linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata devem deixar de funcionar a partir desse período.

O Sindicato dos Ferroviários de São Paulo deve paralisar as linhas 7-Rubi e 10-Turquesa11-Coral, 12-Safira e 13-Jade.

Tags

Autor