Dissídio

Segunda assembleia dos rodoviários confirma que não haverá paralisação

Publicado em 09/09/2014 , às 17 h12

Do JC Trânsito

Nova paralisação é descartada / Foto: Mariana Campello / JC Trânsito

Nova paralisação é descartada Foto: Mariana Campello / JC Trânsito

Reunidos pela segunda vez desde o julgamento do dissídio coletivo, na tarde dessa segunda-feira (8), cerca de 60 rodoviários decidiram, em assembleia, não realizar nova paralisação até publicação do acórdão no Diário Oficial. O encontro aconteceu na sede do sindicato dos rodoviários, no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, na tarde desta terça-feira (9).

Após a fala de Genildo Pereira, assessor do Sindicato, Benilson Custódio, presidente da chapa eleita, e Ricardo Estevão, um dos dez advogados escolhidos pela nova chapa, uma votação foi convocada para decidir os novos rumos tomados pela categoria. Na ocasião, ficou decidido que os rodoviários não realizarão nova paralisação. Uma nova reunião de conciliação será realizada no Tribunal Regional do Trabalho, na próxima semana. Caso não cheguem a uma definição, haverá um novo julgamento na quinta-feira (18), às 11h, na sala de sessões do pleno do TRT.

Assim como na assembleia realizada no período da manhã, o advogado da chapa eleita, Ricardo Estevão, sugeriu que os rodoviários foquem na campanha salarial para 2015.  De acordo com o presidente eleito Benilson Custódio, uma nova assembleia será realizada na próxima quinta-feira (18). 

DIVERGÊNCIAS - Na assembleia, um panfleto divulgando nova reunião dos rodoviários na tarde desta quarta-feira (10) no Parque 13 de Maio causava dúvida nos presentes. Genildo Pereira, assessor do Sindicato, afirmou que a chapa eleita não tinha conhecimento da reunião, que teria sido convocada pela oposição. As divergências entre a antiga chapa e a chapa eleita dos rodoviários vem causando polêmicas desde o começo da luta salarial deste ano.

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Fechar vídeo