Capacitação

Melhorias profissionais: caminhos para evolução e alcance de objetivos em 2024

Especialização é um diferencial para profissionais que desejam se destacar no mercado de trabalho

Caio Ponciano
Caio Ponciano
Publicado em 18/12/2023 às 5:00
Patrocinada
Reprodução/Envato Elements
Investir em melhorias profissionais é fundamental para superar desafios no cenário globalizado FOTO: Reprodução/Envato Elements

Com o início de um novo ano, é comum que as pessoas se dediquem a traçar metas e objetivos para os próximos 12 meses. Entre os planejamentos mais comuns estão investir em uma atividade física, aprender um novo idioma, economizar dinheiro e viajar.

No entanto, em meio a um cenário multifacetado como o de 2024, é importante compreender que a busca por aprimoramento profissional se torna um diferencial para superar os desafios do mercado de trabalho.

Nesse contexto, o profissional especializado é aquele que tem mais chances de se destacar em uma seleção de emprego, por exemplo. Com uma pós-graduação, é mais possível desenvolver novas habilidades, ampliar seu conhecimento e se atualizar sobre as últimas tendências do mercado.

"Com efeito globalizado e acelerado, a necessidade constante de credibilidade profissional e acesso a oportunidades mais avançadas passam a ser exigências à profissionalização", afirma Emerson Lavor, diretor de pós-graduação do Grupo Ser Educacional.

Reprodução/LinkedIn

Emerson Lavor, diretor de pós-graduação do Grupo Ser Educacional - Reprodução/LinkedIn

Pós-Graduação

Investir em uma pós-graduação não apenas proporciona um aprofundamento em áreas específicas, mas também abre portas para a exploração de novos mercados que sequer existiam no passado.

Segundo Emerson Lavor, "com uma pós, é permitido um caminho adequado para facilitar a migração de carreiras, sobretudo, um mergulho aprofundado em áreas que muitas vezes na graduação o estudante não havia despertado o interesse."

"O incremento do título de especialista funciona como uma curadoria de trilhas pedagógicas focadas no desenvolvimento de hard e soft skills, além de reunir profissionais que já atuam ou que possuem interesse em comum no setor escolhido, com vistas a ampliar sua rede de networking profissional, o que pode inclusive ser um facilitador de oportunidades no mercado", completa.

A pós-graduação da UNINASSAU oferece uma ampla variedade de cursos nas mais diversas áreas do conhecimento. As aulas são ministradas por um corpo docente composto por professores reconhecidos e especialistas em suas respectivas áreas.

"Contamos com um programa bem estruturado, que equilibra teoria e prática e pode oferecer uma experiência de aprendizado mais abrangente", afirma Lavor. Além disso, a instituição possui um Núcleo de Trabalhabilidade, com consultorias de carreira e direcionamento ao mercado de trabalho.

"Além de toda expertise no mercado da educação, possuímos parcerias com empresas e organizações que podem oferecer oportunidades de estágio, projetos práticos e conexões valiosas. Através de recursos educacionais sofisticados e tecnologias modernas, nosso aluno assume um papel de protagonista na aquisição de conhecimento. Além disso, se tornam pontos fortes oferecidos ao discente: orientação acadêmica, recursos de pesquisa e conhecimento para novas habilitações", garante o diretor.

Modalidades de Pós

A UNINASSAU oferece três modalidades de pós-graduação: ao vivo, EAD e presencial. O curso ao vivo tem como diferenciais a flexibilidade, a possibilidade de assistir às aulas gravadas e a interação com professores e alunos de todo o país.

A pós-graduação EAD oferece, além das aulas gravadas e da flexibilidade, uma trilha pedagógica com o objetivo de desenvolver as competências. Já para quem valoriza a experiência presencial, a instituição oferece cursos em diversas unidades, com professores de destaque em suas regiões e uma infraestrutura física de qualidade.

Para quem deseja se destacar profissionalmente e alcançar resultados significativos em sua carreira, conheça os cursos de pós-graduação da UNINASSAU: https://pos.uninassau.edu.br/

Comentários