enem 2023

REDAÇÃO ENEM 2023: Aposte nas 5 competências e tire nota 1000

Candidatos farão a redação do Enem 2023 no próximo domingo (5)

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 03/11/2023 às 19:27 | Atualizado em 03/11/2023 às 19:28
DIVULGAÇÃO/GGE
Candidatos farão a redação do Enem 2023 no próximo domingo (5) FOTO: DIVULGAÇÃO/GGE

No próximo domingo (5) será realizado o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023.

Na ocasião, os alunos terão que responder a 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias; e produzir uma redação, que deve ser um texto dissertativo-argumentativo, ou seja, cuja base seja a defesa de um ponto de vista.

Para muitos, a redação é motivo de medo, enquanto outros almejam a tão sonhada nota 1000. Mas como conquistá-la?

A reportagem do NE10 conversou com a professora de Linguagens e redação Ana Lídia, do Colégio GGEsobre as 5 competências avaliadas na correção da redação e dicas sobre como o candidato pode alcançar nota máxima em cada uma delas.

5 COMPETÊNCIAS DO ENEM

Avalia-se a redação do Enem com base em cinco aptidões, cada qual com valor de 200 pontos. 

São elas:

Competência 1

Na primeira competência, o candidato deve demonstrar proficiência na modalidade escrita formal da língua portuguesa. 

"Ele precisa organizar as palavras, ideias em consonância com as normas gramaticais, normas de registro, adequação à formalidade exigida pelo gênero, acentuação e qualquer conteúdo ligado à esfera da correção gramatical", explicou a professora Ana Lídia.

LEIA TAMBÉM: Quais são os conteúdos que mais caem em Ciências da Natureza? Confira dicas e o que estudar para o Enem

Competência 2

Aqui é preciso compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das diversas áreas do saber para desenvolver o tema, respeitando a estrutura do texto dissertativo-argumentativo.

"Todos os anos há uma proposta temática que deve ser trabalhada pelo candidato de forma consistente. Nesse aspecto, é preciso selecionar fatos e informações e se posicionar utilizando repertório cultural pertinente ao tema, legitimado e produtivo", pontuou a docente.

Competência 3

Nessa competência é necessário selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

"O corretor vai observar se o candidato está trazendo informação, se essa informação tem nexo, se há uma relação entre ideias e argumentos e se a discussão em defesa do ponto de vista está acontecendo de maneira projetada", citou Ana Lídia.

"Quem vai corrigir a redação tem que identificar o projeto e texto estratégico e a tese. Um texto sem tese é um texto sem fio condutor. Um diferencial é a forma que o candidato irá utilizar o seu repertório", completou.

VEJA AQUI: Conteúdos que mais caem em matemática na prova do Enem

Competência 4

O estudante deve exibir conhecimento dos elementos linguísticos necessários à construção do argumento.

"Serão avaliados os critérios de conexão de ideias, articulação, uso diversificado recursos coesivos. O corretor também vai ver se o candidato está articulando um parágrafo ao outro por meio de elementos de conexão de uso diversificado. Aqui, a dica que dou ao candidato é para ele conectar o que puder, de forma coerente", disse a professora do Colégio GGE.

Competência 5

Na competência 5 é preciso formular sugestão de intervenção para a problemática apresentada, respeitando os princípios dos direitos humanos.

"Os temas trazem problemas sociais e, por isso, o candidato deve intervir nessa problemática. Para ser avaliado com nota máxima, o agente da intervenção tem que estar articulado ao tema e discussão desenvolvida no texto", explicou.

"Diante disto, o aluno deve decidir o agente, o que ele vai fazer, como vai ser posto em prática, qual é a finalidade e depois fazer o detalhamento", concluiu Ana Lídia.

Compreenda a Nova Edição do Enem

COMO É FEITA A CORREÇÃO DA REDAÇÃO DO ENEM?

Após a aplicação da prova, cada avaliação é submetida à análise de dois avaliadores distintos.

Caso haja discrepância superior a 100 pontos na nota total ou a mais de 80 pontos em relação a alguma das aptidões, o texto é encaminhado a um terceiro avaliador.

Persistindo a discordância após essa terceira análise, a redação é direcionada a um comitê composto por três professores, responsáveis pela nota final do participante.

Compreenda o Cálculo da Nota do Enem

CALENDÁRIO DO ENEM 2023

Inscrições: de 5 a 16 de junho;

Realização das Provas: 5 e 12 de novembro;

Disponibilidade dos Gabaritos: 24 de novembro;

Anúncio dos Resultados: 16 de janeiro de 2024.