EDUCAÇÃO

Aulão do Pré-Universitário Direto ao Ponto e do Instituto JCPM de Compromisso Social prepara jovens de escolas públicas para o ENEM

A poucos dias da realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), considerado a principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil, alunos da rede estadual de Pernambuco tiveram um aulão no Auditório Graça Araújo.

Pedro Lima
Pedro Lima
Publicado em 26/10/2023 às 20:22 | Atualizado em 19/01/2024 às 13:16
Noticia
GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS
Aulão Pré-Universitário e Instituto JCPM de Compromisso Social no Auditório Graça Araújo FOTO: GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS

Visando capacitar jovens das comunidades do Pina e da Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, para enfrentarem o desafio das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto JCPM de Compromisso Social promoveu, nesta quinta-feira (26), a 7ª edição do aulão do Pré-Universitário Direto ao Ponto, proporcionando aos alunos a oportunidade de aprender com diversão.

"Esse tipo de iniciativa é válida porque na reta final a gente precisa ter o aprendizado de forma mais descontraída, relaxada e sem tanta pressão. A proposta é aprender de uma forma diferente", destaca Moysés Barreto, sócio-proprietário e diretor-executivo do Direto ao Ponto.

O evento reuniu 300 inscritos com o objetivo unir alunos de escolas estaduais de Pernambuco para aprender, de forma lúdica, os potenciais focos nas provas do Enem, com ênfase nas experiências e dificuldades enfrentadas pelos estudantes durante a pandemia da covid-19.

GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS
Aulão Pré-Universitário e Instituto JCPM de Compromisso Social no Auditório Graça Araújo - GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS

O aluno Matheus Vinícius, da Escola Técnica Estadual (ETE) Porto Digital, no centro do Recife, deseja cursar Ciências da Computação na Universidade de Pernambuco, falou sobre as dificuldades do ensino à distância. "Quando chegou a pandemia, eu estava saindo de uma escola municipal em Olinda e foi um baque pegar só aula online, sendo uma mudança drástica do que a gente estava acostumado".

A realidade difícil é compartilhada por Mariana Mora, que estuda na mesma instituição e almeja o curso de Design, também na UFPE. "No período remoto, eu tive muita dificuldade, tive que estudar por conta própria e não tive preparatório por questões financeiras", disse a estudante de 18 anos. Agora, a jovem vê no aulão a brecha de revisar o conteúdo a poucos dias do exame: "É uma oportunidade de aproveitar um último encontro e sair com algum conhecimento daqui".

O aulão, realizado no Auditório Graça Araújo, na sede do Sistema Jornal do Commércio e Comunicação, em Santo Amaro, contou também com 80 alunos do Pré-Universitário Direto ao Ponto. O programa tem foco nos jovens de comunidades carentes, atendendo 780 pessoas ao longo de 11 anos de parceria com o Instituto JCPM de Compromisso Social.

GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS
Aulão Pré-Universitário e Instituto JCPM de Compromisso Social no Auditório Graça Araújo - GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS

Média de aprovação

A média de aprovação nas universidades oriundos do Pré-Universitário é de 37%. Se depender de Aline Cabral, que deseja cursar Direito, o número de aprovados vai aumentar. "Eu estou com uma expectativa muito boa para o Enem, porque o Direto ao Ponto me preparou muito bem. No Pré-Universitário, pude fazer a prova com calma, respeitando o processo", destacou a jovem.

O que é o Enem?

O Enem é a principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil. A partir do desempenho no exame, é possível tentar a vaga tanto na universidade pública, com o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), quanto com bolsas em universidades privadas, por meio do Prouni (Programa Universidade para Todos). Os alunos chegam das mais diversas formas ao exame.

Caito Cunha, que visa cursar Arquitetura e Urbanismo, chegou ao aulão determinado após a prova de 2022. "Minha prova do ano passado foi bem ruim. Eu não me preparei, mas, este ano, estou bem mais confiante", disse o estudante que aguarda as provas dos dias 5 e 12 de novembro.

GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS
Aulão Pré-Universitário e Instituto JCPM de Compromisso Social no Auditório Graça Araújo - GABRIEL FERREIRA / JC IMAGENS

Para se destacar e garantir a sonhada vaga, entre os quase 4 milhões de inscritos pelo Brasil, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), é também necessário cuidar da saúde mental.

"Nessa fase, o aluno deve apenas revisar, fazer algumas questões e assistir a filmes que aumentam o repertório na Redação. Esse é o momento de tranquilidade, para chegar tranquilo no dia da prova", finaliza Moysés Barreto, que também é professor de geografia.

Comentários