UFPE

Covest entrega documentos ao MPF

Publicado em 17/02/2011, às 18h57 | Atualizado em 29/07/2014, às 23h30

Do JC Online

A comissão de Vestibular da UFPE (Covest) entregou, no fim desta tarde (17), a documentação requerida pelo Ministério Público Federal (MPF) para que o órgão avalie o caso dos candidatos que não puderam efetuar suas matrículas na instituição de ensino após terem sido desclassificados.

Entre os documentos estavam a relação de todos os candidatos aprovados que tiveram matrícula impedida por terem recebido o bônus de 10% em suas notas, um benefício exclusivo para estudantes de escola pública, mas que eram da rede particular, e os espelhos gerados pelo sistema que comprovem a alteração dos dados de inscrição por parte dos estudantes. A determinação foi resultado de uma reunião que durou quatro horas, na tarde de segunda-feira (14).

A previsão é que o MPF se pronuncie sobre o caso na próxima semana.

ERRO - A Covest vai analisar cada caso dos estudantes que perderam o bônus de 10% na nota do Vestibular 2011. Esses estudantes, que abriram requerimento sobre um possível erro - até agora 123 jovens -, serão convocados por meio de telefone, e-mail ou telegrama. De acordo com o presidente interino da Covest, Armando Cavalcanti, cada situação será analisada em particular. \"A Covest vai imprimir e enviar aos alunos a movimentação registrada nos arquivos do site da Covest para comprovar que eles optaram pelo bônus, ainda que equivocadamente\".

Oriundos de escola particular, os estudantes afirmam que não solicitaram o benefício, mas foram contemplados com o acréscimo de 10% na nota. Quando foram efetuar a matrícula, não comprovaram que vinham de escola pública, perderam o bônus e, com isso, não tiveram nota suficiente para ingressar no curso.

PALAVRAS-CHAVE: vestibular

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo