Luto

Fotógrafo morto em acidente sonhava em fazer a campanha presidencial de Eduardo

Marília Banholzer Marília Banholzer
Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 13/08/2014 às 14:32
Leitura:

Severo venceu diversos concursos de fotojornalismo / Foto: arquivo/ JC Imagem

Severo venceu diversos concursos de fotojornalismo Foto: arquivo/ JC Imagem

Nascido no Recife, Alexandre Severo Gomes e Silva tinha 36 anos e era o fotógrafo oficial da campanha de Eduardo Campos à Presidência. Mudou-se para São Paulo em 2011, quando iniciou sua carreira independente. Em conversa recente com uma amiga fotógrafa de Pernambuco, Severo revelou que estava realizado profissionalmente, já que há quatro anos sonhava em trabalhar na campanha de Eduardo. Ele mesmo, inclusive, teria se oferecido para o cargo.

Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Foto: JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Foto: JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem
Registro do fotógrafo Alexandre Severo para o Jornal do Commercio - Alexandre Severo/arquivo/JC Imagem


LEIA MAIS
» COLUNA - Uma homenagem a Alexandre Severo
» Alexandre Severo e Marcelo Lyra tinham mais do que a capacidade técnica de registrar o imediato

Severo começou a fotografar em 2002 e se formou em fotografia pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) em 2011. Passou um ano no Diário de Pernambuco e seis no Jornal do Commercio. Venceu diversos concursos na área, como o Prêmio Infância sem Violência – Save The Children America Latina (2005), Prêmio Sinduscon de Jornalismo (2006), Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo (2007 e 2009) e Prêmio Mestre Salustiano de Turismo de Pernambuco (2008), entre outros.

Entre os ensaios mais populares feitos por ele estão os registros de uma matéria do repórter João Valadares publicada no Jornal do Commercio em 2009. Intitulado "À flor da pele", a série de fotos mostra três crianças albinas que nasceram em uma família pobre e negra da periferia do Recife. Rendeu diversos prêmios, como o Nuevo Periodismo. A beleza das imagens é uma amostra da qualidade do seu trabalho como fotógrafo.

"Tratou com originalidade um tema complicado de fazer. Há pelo menos três ou quatro imagens muito potentes. É um trabalho muito poético, tendo conseguido mostrar imagens da vida cotidiana dessas crianças com uma sutileza muito orgulhosa, curiosa", relatou a comissão julgadora do prêmio criado pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez.

Algumas das fotos de Alexandre também integram o acervo do Museu da Abolição - Centro de Referência da Cultura Afro-Brasileira, no Centro do Recife. O fotógrafo não era casado e não tinha filhos, mas deixa mãe e irmã que hoje moram em João Pessoa, na Paraíba.

CREMAÇÃO - Na tarde desta quarta-feira (13), a família de Alexandre Severo informou que assim que os corpos forem liberados para saírem de São Paulo para Recife haverá um velório no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. No local, onde o corpo do fotógrafo será cremado.

 

Mais lidas