Linhas de crédito

BB anuncia nova redução de juros, acompanhando 4ª queda da Selic

Rafael Paranhos da Silva
Rafael Paranhos da Silva
Publicado em 22/02/2017 às 19:36
Leitura:

BB reduziu os juros do cheque de 8,47% para 8,43% a taxa mínima e de 13,64% para 13,60% a máxima / Foto: Agência Brasil

BB reduziu os juros do cheque de 8,47% para 8,43% a taxa mínima e de 13,64% para 13,60% a máxima Foto: Agência Brasil

O Banco do Brasil anunciou nesta noite de quarta-feira, 22, nova redução de juros, acompanhando o quarto corte seguido da Selic por parte do Comitê de Política Monetária (Copom). As principais quedas, de até 0,12 ponto porcentual ao mês, ocorrerão, de acordo com a instituição, em linhas de crédito para capital de giro voltadas a micro e pequenas empresas, com destaque para operações de recebíveis. Os novos juros entram em vigor a partir do dia 1º de março.

Na pessoa física, por exemplo, a taxa mínima do cheque especial passa de 4,42% ao mês para 4,36% enquanto a máxima vai de 12,95% ao mês para 12,89%. No crédito imobiliário, as linhas contempladas pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), a taxa mínima passa de 11,29% ao ano para 10,80% ao ano e a máxima de 11,49% para 11,00%. Já para a linha crédito hipotecário (CH) do banco, o juro mínimo passa de 12,29% para 11,80% ao ano e o máximo de 12,51% para 12,02%.

Do lado das empresas, o BB reduziu os juros do cheque ouro empresarial de 8,47% ao mês para 8,43% a taxa mínima e de 13,64% ao mês para 13,60% a máxima. A linha giro rápido teve idênticos cortes.

"A redução continuada da Taxa Selic contribui para melhorar o ambiente econômico e cria condições objetivas para a retomada do consumo do crédito por pessoas físicas e jurídicas", destaca o presidente do BB, Paulo Caffarelli, em nota à imprensa.

BB anunciou redução de juros após reunião do Copom

No último dia 11 de janeiro, o BB já havia anunciado redução de juros após a reunião anterior do Copom, incluindo a queda de até 4 pontos porcentuais no crédito rotativo, que passa a contar com novas regras a partir de abril próximo.

Mais lidas