ROUBO

Óculos de Lampião são roubados durante visitação a museu do Sertão

Publicado em 15/12/2011, às 07h41 | Atualizado em 22/07/2014, às 17h40

Do NE10Núcleo SJCC/Caruaru

Os óculos do cangaceiro Virgolino Ferreira da Silva, o Rei do Cangaço, que faziam parte do acervo da Casa da Cultura de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, foram roubados nesse último fim de semana.

Em nota oficial enviada à imprensa, o presidente do museu, Tarcísio Rodrigues, informou que a peça foi furtada durante a visitação na noite do último domingo (11). A ação do(s) bandido(s) teria sido facilitada já que o local não conta com sistema de vigilância com câmeras ou guarda municipal.

» Confira o comunicado na íntegra:

A Fundação Casa da Cultura de Serra Talhada comunica e torna público que entre às 18h e 22h do dia 11 de dezembro, foi furtado do acervo do MUSEU DA CIDADE um par de óculos em ouro 16 que pertenceu a Virgolino Ferreira da Silva (Lampião).

A peça em questão é de valor inestimável pela sua importância histórica. Foi tema de documentário do canal history Channel (Detetives da História) e foi autenticada como legítima, de propriedade do “rei” do cangaço, tendo sido doada ao Museu da Cidade por descendentes de antigo “coiteiro” do cangaceiro.

O furto aconteceu no horário de visitação, e uma vez que não possuímos câmeras de segurança, não fazemos ideia de suspeitos do crime. O fato foi registrado na delegacia de polícia. Perícias técnicas já foram efetuadas no local e comunicados estão sendo expedidos para diversas partes do país, já que por tratar-se de uma peça de reconhecimento internacional, poderá tentar ser negociada com colecionadores ou museus.

É lamentável a perda, e lamentável também a atitude de se furtar um bem que pertence ao povo, que resgata e conta um pouco do nosso passado, para talvez, deixar-se repousando em um ambiente onde somente poucos poderão contemplar. A história de um povo se conta através de fragmentos que chegam até nós, e é um patrimônio de todos. Tentar apossar-se desse patrimônio é crime hediondo, e no mínimo, um ato de extremo egoísmo.

A Fundação Casa da Cultura de Serra Talhada lamenta profundamente tal perda, e se desculpa perante toda sociedade por não ter conseguido guardar devidamente este patrimônio público, prometendo que providências serão tomadas e que todos os cuidados serão redobrados.

PALAVRAS-CHAVE: sertão

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo