Pernambucano

Santa Cruz vence o América com facilidade: 5x0

Publicado em 08/04/2012, às 17h58 | Atualizado em 22/07/2014, às 05h20

Do Blog do Torcedor

Com grande facilidade, o Santa Cruz goleou o América por 5x0 neste domingo (8), no Arruda, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano Coca-Cola. O resultado manteve o tricolor na vice-liderança da competição agora com 44 pontos. Na próxima rodada, o adversário será o Sport, na Ilha do Retiro.

Os dois times adotaram posturas diferentes de marcação no início do jogo. O América arriscou dificultar a saída de bola dos donos da casa. Por outro lado, como os tricolores optaram por mais gente no setor de criação - até Dênis Marques recuava constantemente - levaram vantagem. O jogador do Santa Cruz com a bola nos pés sempre tinha uma ou mais opções. Chicão e Memo faziam a passagem e Anderson Maisena, lateral-direito deslocado para a esquerda, também afunilava.



Apesar disso, o tricolor precisava de acerto no passe final, pois não criara situação de gol. A defesa verde e branca conseguia cortar. Mas na bola aérea, os americanos falharam. Aos 15 minutos, Luciano Henrique bateu escanteio pelo lado esquerdo e Dênis Marques, sozinho no segundo pau, sequer precisou saltar para mandar de cabeça sem chance de defesa para Dida.

O gol aflorou ainda mais o domínio total do Santa Cruz. Mas apareceram dois problemas. O primeiro foi passe final, principalmente pelo lado direito. Diogo era acionado com frequência, iniciava bem as jogadas, mas na hora de servir os atacantes, errava. O outro obstáculo foi a maior consequência da facilidade do jogo: parecia que todo mundo queria deixar sua marca. E tome chute de fora da área ao invés de trabalhar a bola ou servir o companheiro melhor colocado.

Foi preciso o jogador mais lúcido entrar em ação novamente para sair o segundo gol, que, diga-se de passagem, estava mais que maduro. Luciano Henrique deslocou-se para o lado direito e cruzou rasteiro. Geílson completou dentro da pequena área, aos 32 minutos.  Carlinhos Bala e Dênis Marques também tiveram boas oportunidades mas pararam nas mãos do goleiro Dida.

O técnico do América, Charles Muniz, tentou fazer algo diferente no segundo tempo com Edmílson e Coringa nos lugares de Jaílton e Flávio Barros. Mas quem se mexeu foi o Santa. Depois de quase dois minutos com a bola sob posse do América, o tricolor foi para cima, novamente com o onipresente Luciano Henrique. O camisa 8 desta vez apareceu pelo lado esquerdo, foi à linha de fundo e rolou para Dênis Marques. DM9 livrou-se de um adversário no giro de corpo e chutou rasteiro, para fazer seu 11º gol aos três minutos.

A partida entrou em ritmo de treino. Tanto que em alguns momentos os corais exageraram na troca de passes antes de finalizar. Mesmo assim, o time chegou bem perto. Aos 11, Luciano Henrique teve uma grande chance de coroar sua atuação com um gol. Mas na hora de fazer, tentou encobrir o goleiro mas chutando fraco. Dida defendeu. Aos 21 foi a vez de Jefferson Maranhão dominar no peito e mandar em cima do goleiro americano, que, diga-se de passagem, saiu bem da meta.

Coube a Natan, que entrara tocando fogo nos três jogos anteriores, originar o quarto gol. Ele sofreu pênalti de Algodão, aos 29 minutos. Dênis Marques foi para a cobrança e bateu como manda o figurino: forte e a meia altura. Na comemoração tirou a camisa e foi para a galera. Praticamente pediu o cartão amarelo e foi atendido. Como foi o terceiro, ele não joga o Clássico das Multidões no próximo domingo.

Aos 41, Luciano Henrique teve a segunda chance de fechar com chave de ouro seu baile pessoal. Ele iniciou a jogada e recebeu de calcanhar de Carlinhos Bala. Esperou a definição do goleiro e tocou no canto direito para fechar a goleada: 5x0.

FICHA DO JOGO:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Diogo, Vágner, William Alves e Maisena (Jefferson Maranhão); Chicão (Leo), Memo, Carlinhos Bala e Luciano Henrique; Dênis Marques e Geílson (Natan). Técnico: Zé Teodoro.

América: Dida; Roma, Leo Gama, Marcos e Adriano; Algodão, Cléber, Jaílton (Edmílson e Juliano (Carlinhos Gravatá; Flávio Barros (Coringa) e França. Técnico: Charles Muniz.

Local: Arruda. Árbitro: Ricardo Tavares. Assistentes: Marcelino Castro e Charles Rosas. Gols: Dênis Marques, aos 15; Geílson, aos 32 do primeiro tempo. Dênis Marques, aos 3  e 29 do segundo. Luciano Henrique, aos 41 do segundo. Cartões amarelos: Carlinhos Bala, Dênis Marques, Chicão, Algodão, Flávio Barros e Marcos.  Renda: R$ 138.166. Público: 18.690.

PALAVRAS-CHAVE: futebol

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo