AO VIVO
Tem bola rolando no Pernambucano:Santa Cruz x América-PE

Luto

Morre Carlos Alberto Oliveira, presidente da Federação Pernambucana de Futebol

Publicado em 29/08/2011, às 12h45 | Atualizado em 23/07/2014, às 22h35

Do Blog de Torcedor

Última atualização: 13h02

Morreu na manhã desta segunda-feira (29), aos 69 anos, Carlos Alberto Gomes de Oliveira, presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) desde 1995 e ex-deputado federal por Pernambuco. Carlos Alberto sofreu um infarto agudo no miocárdio em sua residência por volta das 10h e chegou a ser levado ao hospital Nossa Senhora da Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, mas não resistiu. O velório será feito na sede da Federação Pernambucana de Futebol, após a liberação do corpo do hospital, o que deve acontecer ainda nesta tarde. O enterro de seu corpo deve acontecer apenas na próxima quarta-feira (31), a tempo de uma de suas duas filhas regressar de viagem a Portugal para o sepultamento. Ele deixa também sua esposa, Sônia de Oliveira, e três netos.

LEIA TAMBÉM
» Presidente da CBF lamenta morte de Carlos Alberto Oliveira
» Sua vida era estressante, diz irmão de Carlos Alberto Oliveira

» Os últimos momentos do presidente Carlos Alberto

Formado em Direito na Faculdade de Direito no Recife, antes de entrar no ramo do futebol, Carlos Alberto teve carreira política. Foi deputado federal por Pernambuco por três mandatos (1966-1978). Também foi secretário estadual de Interior e Justiça no governo Moura Cavalcanti (1975-1979). Recentemente, Carlos Alberto Oliveira foi convidado a se candidatar à Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes nas próximas eleições, em 2012, pelo partido PSD, convidado pelo presidente estadual do partido, André de Paula. Ainda não havia confirmado se concorreria o cargo, afirmando que 'o futuro a Deus pertence'.

Vídeo com Fred Oliveira, irmão de Carlos Alberto e ex-presidente da FPF:

A notícia pegou a todos de surpresa, até por conta do fato de que ontem mesmo Carlos Alberto esteve no estádio Almeidão, em João Pessoa, acompanhando ao jogo entre o Santa Cruz do Recife e o Santa Cruz do Rio Grande do Norte. Dirigentes dos clubes do Recife, Santa Cruz, Náutico e Sport, estão lamentando muito o acontecido. 'Era um grande homem, com um coração imenso. O futebol de Pernambuco perde muito', disse o presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, a uma rádio local.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também se disse muito triste e anunciou que será decretado luto oficial de 3 dias no Estado. Ele destacou a liderança de Carlos Alberto para a criação e consolidação do programa 'Todos com a Nota', que oferece a troca de notas fiscais por um crédito que permite aos cidadãos em Pernambuco adquirirem ingressos para jogos sem pagar diretamente.

Vídeo com João Caixero, secretário geral da FPF:

Figura singular e polêmica, era adorado entre os dirigentes dos times de Pernambuco e, por outro lado, era muito criticado por grande parte da imprensa pela sua gestão na FPF, sobretudo pelo longo tempo no poder, por sua conhecida intransigência, principalmente nas questões relativas ao Campeonato Pernambucano, cujo regulamento rasgou mais de uma vez. 'O campeonato é meu e eu faço o que eu quiser', declarou em diversas ocasiões, sendo por essas e outras chamado de 'coronel do futebol pernambucano'.

Contudo, ele deixa como principal legado a defesa dos interesses do futebol pernambucano no cenário nacional. Por diversas vezes, brigou nacionalmente pelo que considerava o melhor para o futebol no Estado. O fato foi lembrado pelo vice-presidente técnico da CBF, Virgílio Elísio. Virgílio, ao prestar condolências e declarar ter se tornado amigo de Carlos Alberto, lembrou que já houve divergências por questões administrativas, relativas aos interesses da CBF e aos da FPF, muitas vezes conflitantes. 'Já discutimos, mas é bom quando se discute com uma pessoa séria, íntegra, correta. Certamente a CBF deve prestar uma homenagem a ele', disse Virgílio Elísio.

Ultimamente, a relação de Carlos Alberto com a CBF estava muito boa, tanto que ele chefiou a delegação da instituição na eleição para presidente da Fifa em junho e chefiaria novamente na viagem para Londres, Inglaterra, para a realização do amistoso contra Gana no início de setembro.

FUTURO DA FPF

Com o falecimento de Carlos Alberto Oliveira, o primeiro vice-presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, deve assumir a presidência. Aos 54 anos, Evandro Carvalho é advogado. No entanto, o presidente do Náutico, Berillo Júnior, enxerga um vazio após a perda de Carlos Alberto. 'Vai ser difícil ocupar o espaço da forma que Carlos Alberto Ocupava, com sua liderança, sua honestidade', disse o mandante alvirrubro.

PALAVRAS-CHAVE: futebol

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo