socialista

Geraldo Julio assume de vez postura combativa

Publicado em 23/08/2012, às 19h34 | Atualizado em 21/07/2014, às 14h55

Gabriela LopezDo Blog de Jamildo

Definitivamente, o candidato a prefeito do Recife pelo PSB, Geraldo Julio, abandonou a política de paz que pregava mecanicamente durante a campanha até agora. Apesar de afirmar no fim do Debate NE10, realizado nesta quinta-feira (23), que preferiu apresentar propostas a discutir com os adversários, o socialista respondeu a provocações de adversários e, muitas vezes, atacou sem a desculpa da legítima defesa.

Briga polarizada entre Humberto e Geraldo domina Debate NE10

Geraldo Julio diz que preferiu apresentar propostas do que ficar discutindo

Principal alvo dos opositores, Humberto Costa também é o que mais ataca

A postura mais ofensiva - que é o alvo principal dos adversários pelo apadrinhamento do governador Eduardo Campos (PSB) e pelo seu crescimento meteórico nas pesquisas de intenção de votos - aparece desde a última segunda (20), no primeiro debate televisivo desta eleição, promovido pela TV Tribuna, e consolidou-se nesta quinta (23). Ao longo da semana, o prefeiturável também soltou ironias para os concorrentes em diversas ocasiões.

Logo no primeiro bloco do Debate NE10, Geraldo atacou Humberto Costa (PT) afirmando que, em 2001 e 2002, ele foi avaliado pelo Instituto Datafolha como o segundo pior secretário de Saúde. "E como ministro, não inaugurou nada na cidade, não trouxe nenhum investimento", reclamou. A farpa foi uma resposta à acusação do petista de que ele não conhece o Programa de Revitalização da Área Verde (Prav). Antes, na primeira resposta, o socialista tinha dito que Humberto queria fazer uma pegadinha ao perguntar sobre o Prav e que não ia fazer "o debate da esperteza", mas, sim, político.

A declaração contra o petista foi repetida outras três vezes por Geraldo ao longo do embate. Em algumas ocasiões, ele ocupou o tempo da sua fala que poderia ser usado para apresentar propostas para trocar provocações com o concorrente.

A última fala de Geraldo, nas considerações finais, foi a única na qual ele tratou exclusivamente de propostas. Disse que ia construir seis Upas de Especialistas, 20 Upinhas 24 h, um Hospital do Mulher, 42 creches e cinco Centros Comunitários da Paz (COMPAZ) para a área da segurança pública.

PALAVRAS-CHAVE:

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Fechar vídeo