Web gourmet

Cozinheiro Imperial, obra literária de 1840 na Web Gourmet

Publicado em 19/04/2017, às 15h44 | Atualizado em 19/04/2017, às 18h56

Por Eduardo Gazal

 / Fotos: Reprodução FUNDAJ

Fotos: Reprodução FUNDAJ

O meu exemplar do Cozinheiro Imperial, em PDF, ganhei do professor Ramses Nunes, historiador paraibano que tive o prazer de conhecer. Acredito que minha função em relação à obra literária é a de repassá-la, sempre que posso. Como uma brincadeira de passa anel.

O livro tem de tudo um pouco, embora a linguagem seja estranha aos anos 2017. Mas é perfeitamente possível reproduzir as receitas contidas no livro. Afinal nosso idioma é o português. Mas o Cozinheiro Imperial não é apenas um livro de receitas. É um livro de história. Teve onze edições no século XIX, publicadas pela editora Eduardo & Henrique Laemmert.

O livro tem de tudo um pouco, embora a linguagem seja estranha aos anos 2017. Mas é perfeitamente possível reproduzir as receitas contidas no livro. Afinal nosso idioma é o português" Eduardo Gazal

Existem preparações para os dias sem carne, outras são destinadas às sopas e caldos. Os animais de criação, consumidos desde a antiguidade, são destaque. As carnes de caça aparecem em várias receitas e demonstram como eram muito consumidos. Pastelões e tortas recheadas sempre finalizam os capítulos. A denominação para a obra diz muito sobre o seu conteúdo: "Cozinheiro imperial ou nova arte do cozimento e do copeiro em todos os seus ramos".



POLÊMICA

Em tempos de culinária sem glúten, sem lactose, menos sal, zero açucar, sem óleo, sem carnes, sem um monte de ingredientes que nós brasileiros nos acostumamamos a consumir, fica difícil estabelecer se as receitas contidas no livro são adequadas aos padrões nutricionais que as novas gerações irão entender como corretos.

Recebam essa edição da Web Gourmet como um presente histórico e obrigatório para o conhecimento gastronômico. Neste momento apenas passo o anel.

Para baixar a sétima edição do livro em PDF:
Site da Fundação Joaquim Nabuco - Acervo Digital
http://www.fundaj.gov.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=344
Autor: R. C. M.
Edição: 7. ed.
Local: Rio de Janeiro
Editor: Eduardo & Henrique Laemmert
Data: 1877
Descrição: 451 p.
Idioma: Português
Propriedade: Fundaj
Disponibilidade: Fundaj - Biblioteca
Local Físico: 647.2 L732c OR
Fundo Documental: Livros

No Facebook encontramos algumas opiniões de pessoas que tiveram contato com a obra:
https://www.facebook.com/search/top/?q=cozinheiro%20imperial

Consulte em Biblioteca Brasiliana - Segunda edição em vários modos de visualização e navegação:
http://www.brasiliana.usp.br/handle/1918/03907900#page/1/mode/1up


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

Web gourmet Eduardo Gazal pós-­graduado em Gastronomia Brasileira e ainda um cozinheiro por paixão!. eduardogazal@gmail.com

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo