AO VIVO
Acompanhe jogos de Santa Cruz e Náutico pela Série B

RH Positivo

Líder Transformador – Em uma perspectiva Coaching

Publicado em 04/08/2017, às 17h10 | Atualizado em 04/08/2017, às 17h25

Por Dionízio Costta Jr.*

O pensamento do líder deve ser o de ser espelho, com o objetivo maior de gerar líderes melhores do que ele / Foto: Pixabay

O pensamento do líder deve ser o de ser espelho, com o objetivo maior de gerar líderes melhores do que ele Foto: Pixabay

Recentemente a Organização das Nações Unidas (ONU), que tem uma banca especializada em desenvolvimento de líderes globais, colocou em seus compêndios que: todo o exercício de liderança só seria caracterizado como LIDERANÇA se fosse com o intuito de promover o bem. Demos um passo histórico com essa ação, pois assim, sai do rol de grandes líderes nomes como: Hitler, Mussolini, Jong-il e etc, os comportamentos desses homens (e levando em consideração que o líder possui várias habilidades e não apenas o poder de convencimento) não possuem características de liderança, pois jamais promoveram o bem.

Liderança é comportamento, e esse fato fica claro a cada dia. Como sendo comportamento, está ligado diretamente ao sentimento e pensamento, ou seja, eu penso, eu sinto, eu me comporto. O comportamento é reflexo, é consequência, é instância final, antes do indivíduo se comportar ele sente, deseja, quer (ou as vezes não quer, mas é maior do que ele), e esse sentimento decorre de um pensamento gerado, uma ideia, uma faísca de memória que desencadeia uma reação em cadeia e deságua no comportamento observável e não observável.

Mas no que um líder deve pensar para gerar um sentimento, e ser evidenciado em seu comportamento? O pensamento do líder, deverá ser que, sua função existe para servir, para propor desenvolvimento, para ser espelho, para gerar líderes melhores do que ele, para promover transformações positivas, para acelerar resultados, para elevar o estado atual de um liderado para um estado muito superior, para trabalhar e planejar uma gestão que não só sua equipe seja beneficiada, mas que outras pessoas, outros líderes e liderados enxergue nele um referencial.



O conceito de líder transformador parte desta premissa, calcado na teoria de liderança transformacional, também chamada de teoria de relações, colocam o foco do relacionamento entre o líder e seus liderados. De acordo com as teorias de liderança transformacional, um líder fará os seus liderados compreender o significado e os benefícios de uma tarefa, motivando e inspirando-os. Na liderança transformacional o foco não está apenas no desempenho do grupo, mas também em garantir que cada indivíduo alcance o seu máximo potencial. Assim, a liderança que segue esse tipo de teoria também apresenta elevados padrões Moraes e ético.

Qual o comportamento do líder?

Entende que o comportamento do líder, precisa em sua essência promover transformações positivas na vida de seus liderados, tal como na aceleração dos resultados da organização. Um líder transformador entende que o foco em sua gestão é despertar em sua equipe, o poder que cada um que compõe tem. Essa transformação atinge todos os aspetos da vida do liderado, não apenas relacionado as práticas organizacionais, antes de mais nada o líder é transformador de vidas, aí é que entra uma perspectiva Coaching, pois com o uso desta tão poderosa ferramenta o líder conseguirá ter êxito em sua liderança.

O Coaching aplicado a liderança otimiza a capacidade transformadora que uma boa liderança precisa ter, pois o processo de Coaching em si é provocador, no intuito de gerar reflexões que leva o liderado a chegar em seus próprios resultados e descobertas, mas antes de tudo o líder precisará percorrer este caminho também, da descoberta e do encontro consigo. Sidarta Gautama, que conhecemos como o BUDA, chegou a iluminação quando abriu os olhos para quilo que deveria, perceba, ele não apenas abriu os olhos, mas sim abriu os olhos para aquilo que provocaria a sua iluminação. O papel do líder e ajudar seu liderado a abrir os olhos para aquilo que provocará a transformação em sua vida, e o melhor caminho para isso é o Coaching.

*Dionízio Costta Jr. É Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da ABRH – PE.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: líder notícias rh positivo

RH Positivo ABRH-PE Esta coluna é uma parceria com a Associação Brasileira de Recursos Humanos em Pernambuco (ABRH-PE). abrhpe@abrhpe.com.br

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo