Questão de pele

Dicas para cuidar da pele no outono/inverno

Publicado em 19/04/2016, às 16h25 | Atualizado em 19/04/2016, às 17h15

Por Cláudia Magalhães

A água dos banhos não pode ser muito quente o outono-inverno / Foto: CantStock

A água dos banhos não pode ser muito quente o outono-inverno Foto: CantStock

O verão foi embora e o friozinho da estação outono/inverno vem chegando, com diferentes intensidades nas várias regiões do Brasil. Sendo assim, nesta época do ano é muito comum haver um maior ressecamento, descamação e até mesmo, coceira na nossa pele. Cuidados simples irão fazer toda a diferença para um maior conforto, saúde e viço cutâneo. Portanto, começar a se cuidar desde já, é a melhor opção!

Por isso, separamos aqui algumas dicas práticas dos cuidados essenciais que devemos ter com a nossa pele nesta parte do ano.

» Apesar de muito menos sol, os protetores de sol não estão dispensados nestes dias mais frios, nublados e chuvosos. Além de tudo, devemos considerar que em regiões montanhosas, com geadas ou com neve (que ocorre mais raramente, apenas no sul do Brasil), o sol pode não nos aquecer adequadamente, mas as radiações ultravioletas A e B podem ser até mais agressivas para a pele exposta a elas! Então, fiquem atentos, não abusem e muito menos se descuidem!

» A água dos banhos não pode ser muito quente durante todo o outono/inverno. No entanto, o uso dos óleos de banho e das loções e cremes hidratantes imediatamente após estes banhos, estão super-hiper-mega aquecidos, para que possamos evitar ou não agravar o ressecamento da pele do nosso corpo. Ao utilizarmos estes produtos adequadamente e com frequência diária, vamos devolver a maciez e o brilho natural da nossa pele. Os hidratantes devem ser aplicados preferencialmente, entre 1 a 3 minutos após cada banho, enquanto a pele ainda estiver úmida.

Outra dica fundamental é restringir o uso dos sabonetes às partes mais críticas do corpo, evitando aplicá-los em excesso

» Os sabonetes líquidos ou sólidos com o pH mais próximo ao da pele (pH fisiológico ou levemente ácido), glicerinados ou mesmo, alguns enriquecidos com óleos minerais e manteiga de Karité por exemplo, são sem dúvida, bem melhores do que aqueles sabonetes mais básicos e com o pH muito alcalino. Estes sabonetes mais suaves ajudam a minimizar o ressecamento cutâneo, a recompor o manto lipídico protetor da pele e a diminuir a perda de água da pele em cada banho. Os sabonetes não chegam verdadeiramente a hidratar a pele, mas podem certamente, levar a uma menor agressão dela. Por isto, o seu uso está super indicado, mas não nos desobriga da aplicação de um hidratante pós-banho.

» Outra dica fundamental é restringir o uso dos sabonetes às partes mais críticas do corpo (axilas, pés e região genital), evitando aplicá-los em excesso. Devemos ressaltar que os braços, as pernas e as costas são particularmente sensíveis ao ressecamento por sabonetes e, em especial, nesta época mais fria e seca do ano.

» Após os banhos, devemos evitar sempre esfregar muito a toalha, de forma a não agredir mais a pele facial ou corporal. Aplique-a com delicadeza e suavidade!

» Mantenha sempre por perto, um hidratante mais leve para usar nas mãos após cada lavada. A noite, antes de deitar-se, o melhor é usar um hidratante bastante emoliente para as mãos, como a sua última atitude antes de apagar as luzes para dormir.

» Os pés, joelhos e cotovelos são também áreas mais críticas e sujeitas ao ressecamento. Em muitos casos, eles podem necessitar de produtos manipulados e específicos para tratá-los de maneira individualizada.

» Assim, para finalizarmos, indicamos manter suas consultas e procedimentos com o seu dermatologista durante todo o ano, de inverno a verão!!!  


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

Questão de pele Cláudia Magalhães Formada pela Unicamp, onde fez residência médica, é especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e Fellow da Sociedade Americana de Dermatologia (AAD) e da Sociedade Americana de Laser (ASMLS). recepcao.claudiamagalhaes@gmail.com

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10