Questão de pele

Check list de inverno para a pele

Publicado em 26/06/2017, às 17h52 | Atualizado em 26/06/2017, às 18h07

Por Cláudia Magalhães

Banhos frios ou mornos são mais indicados para manter a pele hidratada  / Foto: Pixabay

Banhos frios ou mornos são mais indicados para manter a pele hidratada Foto: Pixabay

Existem algumas dúvidas frequentes que sempre nos deparamos quando o assunto é o cuidado da pele durante a estação mais fria do ano, o inverno.

Então, resolvemos listar oito questões muito comuns nos consultórios dermatológicos, a fim de otimizarmos as orientações básicas, para termos uma pele sempre bonita e saudável: 

1. Para a pele, qual a diferença de tomar banhos quentes ou frios/mornos?

A pele produz óleo natural e continuamente através das glândulas sebáceas e também do suor, por meio das glândulas sudoríparas. Ambas, diminuem sua produção no inverno, facilitando a desidratação da pele. Por outro lado, os banhos quentes retiram ainda mais a oleosidade da pele. Após um banho muito quente, a pele fica muito ressecada e até mesmo com prurido (coceira). Os banhos frios ou mornos interferem menos negativamente com a hidratação cutânea.

2. Qual o tipo ideal de sabonete para não ressecar a pele?

Os sabonetes com o pH menos alcalino e mais próximo do pH normal da pele (2,5 a 3,0) são os mais adequados para ressecar menos a pele. Preferimos os sabonetes líquidos nesta época do ano e a quantidade usada deve ser sempre pequena, mais restrita às axilas, aos genitais e aos pés.

3. Os óleos hidratantes também hidratam a pele como os cremes hidratantes?

Os óleos utilizados durante os banhos formam uma película protetora que impede a evaporação da água da pele, logo após o término do banho. No entanto, os cremes e as loções hidratantes possuem ativos que penetram na pele e atraem a água, fazendo com que a pele permaneça hidratada. O ideal é utilizar ambos - óleo de banho + cremes ou loções hidratantes. Entre um bom creme/loção e um óleo, o creme/loção é muito mais eficaz para hidratar a pele de maneira adequada. Eles devem ser aplicados de 1 a 3 minutos após sairmos do banho, ainda com a pele úmida.

4. Deve-se ter algum cuidado especial com a maquiagem durante esta estação?

A maquiagem deve ser mais hidratante, especialmente para as peles secas, sensíveis e mistas. Além do uso do filtro solar, que é obrigatório durante todo os meses do ano, as maquiagens também ajudam a proteger o rosto do frio e das radiações ultravioletas, bem como das luzes visíveis, que atualmente sabemos que são muito lesivas para a nossa pele.



5. Qual o fator de proteção solar que deve ser usado no inverno?

O filtro solar deve ter pelo menos FPS 15 para o dia a dia. Devemos ressaltar aqui que, o protetor solar deve ter também proteção contra as radiações ultravioletas (UV) A e B, porque o UVA está presente durante todo o dia, enquanto o UVB incide somente entre as 10 e as 15 horas. Para uma maior exposição solar durante o Inverno, como por exemplo, a prática de exercícios físicos ao ar livre, o FPS deve ser pelo menos 30 ou mais, na dependência do horário, assim como do tempo de exposição.

6. Quais os cuidados com a alimentação para ter a pele saudável também durante o inverno?

Seguir uma dieta balanceada também é muito importante. Ingerir alimentos fontes de vitaminas e oligoelementos ajuda a neutralizar os radicais livres, tratando a pele e prevenindo o seu ressecamento de dentro para fora. Inclua morango, framboesa, laranja, mexerica, limão, brócolis, repolho e cenoura. As sopas também são muito saudáveis e deliciosas, mesmo nas suas múltiplas versões light. Para potencializar os efeitos benéficos destes alimentos, ingira pelo menos 2 litros de água diariamente, mesmo que durante estes dias mais frios, a sensação de sede não seja tão expressiva como no verão.

7. Como cuidar dos lábios durante os dias mais frios do ano?

O clima seco e frio prejudica também bastante os lábios, que acabam rachando com facilidade. Para tratá-los adequadamente, aplique a cada 2 horas, protetores ou ceras labiais, que contenham na sua formulação, ativos como Vitamina E, manteiga de karité, aloe vera, óleos minerais, dentre outros. Eles são altamente hidratantes e criam uma barreira protetora para os lábios. E nunca se esqueça de que passar a língua sobre os lábios não vai mantê-los mais hidratados. Ao contrário, as enzimas presentes na saliva os agridem mais, os ressecando intensamente e contribuindo para o aparecimento das rachaduras e de descamação, além da irritação dos cantos da boca, onde pode haver até mesmo, a proliferação de fungos e bactérias. Por isso mesmo, o ideal é o uso frequente nos lábios dos sticks labiais ou mesmo, de uma simples manteiga de cacau.

8. O que fazer para áreas "especiais", tais como as mãos e pés, os cotovelos e joelhos?

As mãos e os pés costumam sofrer bastante com o ressecamento ao longo de todo o inverno. Para potencializar a hidratação, use e abuse de cremes bem hidratante, uma ou duas vezes por dia. Após a aplicação desses cremes, os envolva com plástico e deixe agir por 1 hora. Pode-se repetir esta operação, pelo menos duas vezes por semana, para garantir uma pele bem mais macia.

Joelhos e cotovelos possuem a pele cheia de dobras para proteger as articulações e garantir a amplitude dos movimentos. Também têm muito menos glândulas sebáceas, que produzem o óleo natural que lubrifica a pele. A consequência disso é um enorme ressecamento, que piora com o frio, vento, ar seco e os banhos quentes próprios do Inverno. O melhor é fazer um tratamento intensivo neles, aplicando diariamente cremes com ureia a 20%, promovendo um afinamento da pele áspera destas regiões. Outros ativos excelentes para hidratá-los e amaciá-los são os óleo de amêndoa, o PCA-Na, o lactato de amônia e a alantoína. Vale a pena conferir a presença deles nos rótulos dos produtos industrializados ou consulte o seu dermatologista - o melhor amigo da sua pele durante as 4 estações do ano!


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

Questão de pele Cláudia Magalhães Com Registro de Qualificação de Especialista (RQE) nº 1951, é formada pela Unicamp, onde fez residência médica, é especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e Fellow da Sociedade Americana de Dermatologia (AAD) e da Sociedade Americana de Laser (ASMLS). Seu número de registro no Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) é o 11.769.. recepcao.claudiamagalhaes@gmail.com

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo