Questão de pele

Os 7 pecados capitais que você pode cometer contra a sua pele

Publicado em 21/08/2015, às 22h18 | Atualizado em 21/08/2015, às 22h21

Por Cláudia Magalhães

O fumo é um inimigo da pele / Foto: CanStock

O fumo é um inimigo da pele Foto: CanStock

Não é fácil manter a disciplina diante do espelho com esta vida corrida que a gente leva nos dias de hoje. Você pode até não cuidar adequadamente da sua pele, mas existem algumas atitudes que são vistas por nós, dermatologistas, como verdadeiros pecados capitais contra a saúde e a beleza da nossa pele.
 
Então, confira agora os 7 piores pecados e o porquê de eles serem tão prejudiciais à pele:
 
1 - Não usar os protetores solares regularmente e, em especial, nas exposições de lazer ou na prática diária dos exercícios físicos

Sabemos que as radiações ultra-violetas são as mais lesivas para a integridade da pele, desde a sua superfície (epiderme) até a derme, onde se localizam as fibras de colágeno. O sol pode provocar queimaduras, manchas escuras, rugas, flacidez, alterações vasculares e também pode precipitar o aparecimento dos diferentes tipos de cânceres de pele. Por isso, quem não quer envelhecer ou, até mesmo, ter um câncer de pele, não se expõe ao sol sem estar muito protegido.

2 - Fumar é, com certeza, o segundo pecado capital

A nicotina provoca uma potente vasoconstrição em todo os nossos órgãos, inclusive na nossa pele. Por isso, a pele dos fumantes tem uma falta de viço, além de uma diminuição do seu tônus, por um mecanismo de dano crônico às fibras de colágeno. De qualquer maneira, fumar está totalmente out nos dias de hoje, e podemos afirmar que os fumantes favorecem muito o processo de envelhecimento da pele.

3 - Não ter as oito horas de sono tão recomendadas por especialistas das diferentes áreas da medicina
O tempo necessário para o descanso varia muito de uma pessoa para outra, mas, geralmente, oito horas de sono é a média necessária para minimizarmos o estresse da nossa rotina diária, além de que um sono restaurador pode prevenir as doenças crônicas, tais como o diabetes e as doenças cardiovasculares. E, com a nossa pele, não é nada diferente. O sono é muito importante para podermos restabelecer o seu pH e a sua hidratação que, diante da falta de descanso, a pele se torna mais ressecada e, inclusive, sem tônus e brilho. Isso sem falarmos das olheiras, que ficam mais evidentes quando a pessoa dorme mal e por poucas horas. Atualmente também existem vários estudos científicos demonstrando que, para as mulheres com idades entre 25 e 40 anos, a falta do sono adequado leva a alterações metabólico-hormonais que, inclusive, podem precipitar maior oleosidade, acne, queda dos cabelos, ganho de peso e muito mais. Portanto, dormir bem é essencial para todo o nosso organismo, bem como para manter o belo viço da nossa pele.
 
4 - Tomar banhos com água muito quente
A água muito quente atua na nossa pele como uma forma de reduzir drasticamente a integridade do manto lipídico protetor da nossa pele. Sendo assim, os banhos podem ser demorados ou não, mas a água deve ter uma temperatura moderada - são recomendados banhos mornos ou frios (essa última opção somente se a pessoa gostar da água bem geladinha!).
 
5 -  Espremer os cravos e principalmente as espinhas
Aqui existem dois fatores bem importantes neste ponto. Em primeiro lugar, as nossas mãos e unhas têm muitas bactérias e, ao manipularmos cravos e espinhas de maneira caseira, podemos precipitar infecções e inflamações dessas lesões. Em segundo lugar, a forma incorreta de abordar especialmente as espinhas pode ocasionar cicatrizes temporárias ou mesmo duradouras. Considerando todos esses fatores, sugerimos a realização de uma limpeza de pele com um profissional bem capacitado, sempre que sua pele estiver com cravos e espinhas. Além disso, a consulta com um dermatologista deve ser sempre priorizada neste caso.
 
6 - Dormir sem tirar a maquiagem

O hábito de dormir com a maquiagem pode deixar a pele sem brilho, com um aspecto cansado e, principalmente, pode favorecer os poros dilatados e a oleosidade. Para completar, esse mau hábito pode aumentar significativamente o risco do aparecimento dos cravos e até mesmo das espinhas. Uma solução bem prática é lançar mão daqueles lenços demaquilantes, que são os queridinhos de muita gente quando o assunto é remoção da maquiagem.
 
7 – Não beber água na quantidade ideal

Um dos hábitos mais saudáveis para todo o nosso organismo é beber água - pelo menos dois litros por dia. Isso faz realmente muito bem à saúde como um todo: para os rins, para o intestino, para o coração e para o seu metabolismo. E, para a pele, a água é um líquido muito precioso. Então, não perca mais tempo e beba a quantidade ideal e acrescente mais alguns copos de água todos os dias, sempre que possível.

*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

Questão de pele Cláudia Magalhães Formada pela Unicamp, onde fez residência médica, é especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e Fellow da Sociedade Americana de Dermatologia (AAD) e da Sociedade Americana de Laser (ASMLS). recepcao.claudiamagalhaes@gmail.com

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10