NE10
Pernambuco - 20.04.14 - Atualizado às 22h57

Por dentro da Previdência

Fator previdenciário: a melhor pedida é a aposentadoria por idade

Publicado em 27.12.2010, às 21h26

Por Paulo Perazzo

Os segurados do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) que têm pelo menos 65 anos, no caso de homens, ou 60, para mulheres, não precisam esperar a tão aguardada decisão sobre o fim do fator previdenciário para pedir a aposentadoria. Eles podem se aposentar por idade, mesmo sem saber o destino do cálculo criado em 1999 para reduzir o valor dos novos benefícios concedidos, com o intuito de aliviar o déficit na Previdência Social.

Esse grupo está com seu direito garantido depois de 15 anos de contribuição, sem a incidência do fator. Isto porque o índice só entra no cálculo se for maior que um e aumentar o benefício. E onde está a vantagem? É que significa menos que o exigido para a aposentadoria por tempo de contribuição, que é de 35 anos, no caso dos homens, e 30, se forem mulheres.

A aposentadoria por idade é igual a 70% da média salarial do segurado, mais 1% para cada ano de contribuição, limitado a 100%. Para quem tem 15 anos de contribuição, o benefício será igual a 85% de sua média salarial. Se essa média for de R$ 1.000, ficará por R$ 850. Com mais tempo contribuindo, o ganho cresce.

Optar pelo cálculo da idade ficará mais vantajoso para as mulheres com 60 anos e que têm entre 30 e 34 anos de contribuição. Por exemplo, uma trabalhadora com 60 anos de idade e 30 de contribuição teria um desconto de 13% no benefício por tempo de contribuição. No benefício por idade, terá direito à aposentadoria integral. É só fazer os cálculos e ver o que vale mais a pena!

*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do JC ONLINE

Compartilhe essa notícia

DELICIOUS DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE TWITTER
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O JC ONLINE reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade

Perfil

PAULO PERAZZO é advogado, formado pela Universidade Católica, especialista na área de direito previdenciário



ranking

especial

Largos e Pátios - pedras que contam a história

Largos e Pátios - pedras que contam a história

No aniversário das cidades, o portal convida a um passeio pelos pátios do Recife e largos de Olinda

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM