NE10
Recife - 24.04.14

Pé no chão

Treinamento de força para corredores de rua

Publicado em 06.02.2010, às 22h44

Pilates e exercícios funcionais e resistidos (com uso de borrachas) também alcançam grandes resultados
Pilates e exercícios funcionais e resistidos (com uso de borrachas) também alcançam grandes resultados

Quando se fala em treinamento de força, para muitos vem logo na mente a musculação. Isso só acontece devido à popularidade e aos bons resultados conseguido com essa modalidade.

Mas outras modalidades pouco conhecidas também alcançam grandes resultados com a sua prática. Temos o pilates, yoga, hidroginástica, capoeira, exercícios funcionais e resistidos (com uso de borrachas), aulas de core training, dentre outras.

Todas essas modalidades de exercícios físicos que promovem força muscular ajudam muito para a melhoria da saúde e para o desempenho na corrida.

Para entender melhor porque o treinamento de força é importante para os corredores, como também para todos os atletas em geral, nada melhor que saber o significado de força no âmbito desportivo: “É a capacidade de um músculo ou grupo muscular em produzir tensão contra uma resistência em um determinado esforço”.

Os corredores que, em sua programação incluem treinamento de força ao longo de toda sua preparação anual, na grande maioria obterão inúmeros benefícios que serão decisivos para o seu rendimento. Alguns deles são:

- Economia de energia;

- Aumento do ritmo da corrida;

- Eficiência na técnica;

- Aumento da tolerância ao esforço;

- Prevenção de lesões;

- Prevenção do desequilíbrio muscular;

- Ajuda da absorção ou redução do impacto.

Para cada modalidade, existem movimentos que se repetem com bastante frequência. Esses esforços repetitivos podem provocar algum tipo de lesão, podendo ser por esforço repetitivo, por desequilíbrio muscular, entre outros fatores. Isso acontece também na corrida, pois é um esporte cíclico, de alto impacto e para muitos de longa duração.

Um bom programa de treino de força deve fazer parte da periodização anual do esportista, pelo menos duas vezes por semana. Porém algumas pessoas acham que deixa o “corpo travado”, ou melhor, deixa o corpo com limitações para o movimento específico da modalidade esportiva.

É preciso um pouco de cautela em afirmar isso. Segundo muitos estudos, um bom programa individualizado de treinamento de força, orientado pelo educador físico, melhora a tolerância ao esforço físico; consequentemente o atleta consegue ter uma melhor eficiência no gesto técnico da modalidade, economizando energia e, assim, melhorando seu desempenho e prevenindo lesões.

Isso nos mostra que, quanto, para todos os atletas e corredores, sucesso em seus treinos e competições.

*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do JC ONLINE

Compartilhe essa notícia

DELICIOUS DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE TWITTER
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O JC ONLINE reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.
De: dom- 20/05/2010 18:29

Outro dado importante sobre o treinamento de força , que em muitos casos dependendo da forma de sua realização se tem uma grande melhora na questão da flexibilidade, assim o atleta nao ficando "travado".

Publicidade

Perfil

ANDRÉ NONATO é educador físico e coordenador do grupo Corpore Sano



ranking

especial

Sport Campeão Nordestão 2014

Sport Campeão Nordestão 2014

A conquista e a campanha para o Leão chegar a seu título na Copa Nordeste

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM