Difusão

Programas de aplicação à vida real

Publicado em 06/11/2015, às 22h34 | Atualizado em 06/11/2015, às 22h43

Por Marcelo S. Alencar

WhatsApp é App preferido dos brasileiros / Foto: reprodução/ViralBlog.com.

WhatsApp é App preferido dos brasileiros Foto: reprodução/ViralBlog.com.

O mundo virtual pede novas maneiras de se expressar, e as empresas reciclam as antigas fórmulas, que recebem caras novas, para dar aos usuários, ávidos por novidades, plataformas distintas com as quais possam se relacionar. Uma pesquisa recente, feita pela empresa Opinion Box, para o sítio Mobile Time, uma publicação da Converge Comunicações, mostra o estado atual do uso de aplicações móveis por usuários no Brasil. Os questionados listaram até 20 aplicativos que aparecem nas telas de seus dispositivos sem fio.  

Nota-se, a partir dos resultados da pesquisa, que os usuários apresentam preferência por programas cujos portifólios sejam mais diversificados, permitam maior mobilidade e tenham mais funcionalidades. Programas que têm maior apelo profissional, como processadores de mensagens, perdem terreno para outros que lidam
com atividades sociais, como as redes.   

O WhatsApp, com 83,2%, e o Facebook, com 72,3%, lideram a lista, seguidos por aplicativos de comunicações, serviços, jogos, geo-processamento, ou redes sociais, como Instagram, com 39,1%, Messenger, com 33,7%, YouTube, com 29,5%, Gmail, com 20,7%, Twitter, com 16,8%, Skype, com 15,4%, Chrome, com 14,7%, Banco do
Brasil, com 14,7%, Google, com 14,4%, Google Maps, com 12,4%, Play Store, com 11,8%, Candy Crush, com 10,8%, para ficar com aqueles sítios com mais de 10% de preferência.   

Como se nota, as premissas não mudaram muito, e o forte dos programas é a reciclagem. O WhatsApp reciclou o SMS, adicionando o envio de fotos, como o Instagram, e as chamadas telefônicas, típicas do Skype. O Facebook reciclou o Orkut, ao qual deu uma nova feição, e novas funcionalidades. O Gmail e o Messager são
o antigo Mail, do Unix, repaginado. O Twitter, que perde terreno, é uma versão nova do velho Bulletin Board System.  

Além disso, os sistemas operacionais mais usados pelos pesquisados foram Android, com 81,4%, Windows Phone, com 8,7%, e iOS, com 7,7%. Curiosamente, apesar do Android, que lidera a pesquisa, ser produzido pelo Google, as aplicações Google, Google Maps e Chrome não gozam da mesma popularidade. E, apesar da Apple
 ter criado o conceito de smartphome, com o iPhone, o sistema operacional usado, com base no Linux, aparece apenas em terceiro lugar.   

Há razões para isso. O Google ofereceu gratuitamente o Android aos fabricantes de smartphones, o que provocou o surgimento de várias marcas e modelos de aparelho com esse sistema. Isso popularizou o sistema operacional, permitindo a queda de preços da concorrência, e a redução na aquisição de aparelhos da Apple,
que, apesar de ter o melhor sistema operacional, mantém os preços elevados, confiando em sua clientela fiel à marca.

*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: difusão notícias

Difusão Marcelo S. Alencar é professor titular da UFCG e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Telecomunicações. sampaio.alencar@gmail.com e no twitter: @marcelosalencar

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10