Difusão

Segurança de Redes

Publicado em 23/05/2018, às 11h39 | Atualizado em 24/05/2018, às 12h52

Por Marcelo Sampaio de Alencar

É preciso atender aos fundamentos da segurança da informação no projeto da rede local. / Foto:

É preciso atender aos fundamentos da segurança da informação no projeto da rede local. Foto:

A Internet alterou a forma como as empresas fazem negócios, visto que o Protocolo Internet (IP), desenvolvido nos anos 1970 por Robert E. Kahn e Vint Cerf, tornou a transmissão de dados eficiente, barata e flexível. Porém, uma rede mal gerida, ou mal configurada é vulnerável a ataques perniciosos, que podem causar perda de informação, de recursos da rede ou de dinheiro.

Assim, é preciso garantir o negócio da empresa, que é o bem mais precioso para sua operação, ou o bem-estar do usuário, que lhe permite tranquilidade, protegendo a informação. Para isso, é preciso atender aos fundamentos da segurança da informação no projeto da rede local.

Primeiro, é necessário garantir a integridade dos dados, ou seja, certificar que a informação não seja modificada, entre a origem e o destino, durante a comunicação. Isso pode ser, inclusive, realizado com o apoio de uma entidade certificadora.

Alternativas

A confidencialidade deve ser mantida, em outras palavras, deve-se restringir a informação somente às partes autorizadas pela gerência da rede. Isso pode levar à criptografia dos dados a serem transmitidos, como alternativa.

A garantia de que a informação provém de uma fonte legítima é conhecida como autenticidade, um serviço que também pode ser prestado por uma entidade externa. E a prestação do serviço deve ser feita somente a um usuário legítimo, garantindo a disponibilidade desse serviço.

O conjunto de medidas para impedir que o remetente negue a mensagem transmitida ou o destinatário negue a mensagem recebida, que pode causar algum problema entre as partes, é conhecido como não repudiação.

É importante garantir a responsabilidade, ou seja, a característica do sistema que permite prover trilhas para auditoria de todas as transações, e o controle de acesso, para garantir que o acesso seja permitido apenas a usuários autorizados, por meio de identificação e autorização.

Com essas práticas de segurança, a rede local estará protegida e a Internet terá um elo fraco a menos para invasão, roubo de dados ou inserção de programas maliciosos.


*As colunas assinadas não refletem, necessariamente, a opinião do NE10

PALAVRAS-CHAVE: difusão rede notícias redes

Difusão Marcelo S. Alencar Marcelo Sampaio de Alencar é professor titular da UFCG e presidente do Instituto de Estudos Avançados em Communicações (Iecom).. Email: sampaio.alencar@gmail.com e no twitter: @marcelosalencar

Continue Lendo

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo