Religião

Judeus e adventistas farão teste do Enem mais tarde

Publicado em 04/11/2010, às 10h56 | Atualizado em 30/07/2014, às 10h25

Do JC Online

Para 24.650 candidatos sabatistas inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as provas de sábado começarão mais tarde: 19h nos Estados que adotaram o horário de verão, como Brasília, e 18h naqueles que, a exemplo de Pernambuco, não adiantaram o relógio em uma hora. Por motivo religioso, os adventistas desempenham apenas atividades religiosas e sociais do pôr do sol da sexta-feira até o pôr do sol do sábado. Trabalhar e estudar, por exemplo, é proibido. Os judeus celebram o shabat e também têm restrições neste período da semana.

Apesar de iniciarem o exame mais tarde, os sabatistas terão que chegar aos locais de prova no mesmo horário que os demais candidatos: até 11h55 (em Pernambuco). Eles ficarão confinados em salas até o início do exame. No Recife, a maioria deles fará os testes na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), na Boa Vista, área central da cidade.

Alunas do 3º ano do ensino médio do Colégio Adventista do Recife, Daiane Gaião, Camila Lima, e Milla Alcoforado, 17 anos, e Ana Gabriela Sousa, 16, estão preparadas para, na tarde de sábado, ficar conversando, rezando e cantando. “Fiz o Enem ano passado e na minha sala, para passar o tempo, oramos, cantamos, conversamos. Não adianta levar livros e apostilas, pois nossa religião não permite que estudemos até o pôr do sol do sábado”, conta Ana Gabriela, fera de direito na UFPE. Daiane e Camila, candidatas de publicidade e enfermagem, respectivamente, farão provas na mesma sala de Ana.

Milla também participou do Enem em 2009. “É muito desgastante porque só começamos as provas às 18h, depois de uma tarde inteira sentada. Nosso rendimento, com certeza, fica comprometido, comparado aos outros estudantes”, comenta a adolescente, candidata de engenharia biomédica. 

PALAVRAS-CHAVE: vestibular

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.