NE10
Recife - 20.04.14

Nova Jerusalém

Paulo César Grande chora e confessa nervosismo em pre-estreia

Publicado em 26.03.2010, às 18h03

Do JC Online
Ator disse que interpretar Pilatos exige muita responsabilidade
Ator disse que interpretar Pilatos exige muita responsabilidade
Foto: Heudes Régis/ JC Imagem

"É muito emocionante estar aqui nesse lugar maravilhoso, nesse Agreste fantástico, fazendo um espetáculo dessa magnitude", disse, visivelmente alterado, o ator Paulo César Grande, 52 anos, na noite dessa quinta-feira (25), após a interpretação de Pôncio Pilatos, na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. O ator, que trabalha atualmente na Malhação, da Rede Globo, confessou que estava muito nervoso em função da responsailidade de interpretar um personagem como Pilatos.

Para o ator, "é complicado de fazer Pilatos, ele é um cara que na realidade não quer que Cristo seja crucificado. É um personagem meio dúbio, mas que estou gostando de fazer". Paulo César Grande falou sobre a dificuldade de atuar com pré-gravação: "Exige muita disciplina, muito estudo. Em  primeiro lugar, é preciso saber o texto, aí nós gravamos, voltamos, recebemos a fita. Ouvi muito e ensaiei os tempos".

LEIA MAIS
» Mauro Mendonça encarna Herodes com maestria
» 'Bons atores não conseguem se dominar para acompanhar a dublagem', diz diretor
» Fazer Madalena é um divisor de águas, vibrou Dig Dutra
» Suzana Vieira interpreta uma Maria inconformada
» Eriberto Leão: De filho do Demo a filho de Deus

A cena de Pilatos foi tão forte que uma mulher da plateia chegou a gritar, aos prantos, no momento em que Jesus era açoitado pelos guardas do governador, pedindo para eles pararem.

O ator mostrou amizade com o elenco do espetáculo. "Eriberto quero nem ver, mandei crucificar", brincou. Na novela Cambalacho, em 1986, "quando tinha cabelo", ele foi namorado de Suzana Vieira. "É uma pena que a gente não contracena junto", lamentou.

Compartilhe essa notícia

DELICIOUS DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE TWITTER
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O JC ONLINE reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



especial

Derrepente virtual

Derrepente virtual

Produzido por concluintes do curso de Jornalismo da Católica, especial mostra como a literatura de cordel sobrevive na era virtual.

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM