NE10
Pernambuco - 19.04.14 - Atualizado às 21h38

Futebol // Libertadores

Corinthians empata em 1 a 1 com Boca na Bombonera

Publicado em 27.06.2012, às 23h55


36a18860b9f9b38f823ca21b711a0187.jpg
Assustado, o Corinthians viveu minutos tensos até se reequilibrar na partida
Foto: AFP

Em mais um duelo com "cara" de Libertadores, o Corinthians buscou um suado empate com o Boca Juniors, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira (27), no tradicional Estádio La Bombonera, em Buenos Aires, no primeiro jogo da decisão. Romarinho, destaque no clássico de domingo, voltou a ser o herói corintiano ao marcar aos 39 do segundo tempo, 11 minutos depois do gol de Roncaglia.

O gol argentino, depois de forte pressão dos anfitriões, chegou a assustar os brasileiros. Mas o empate no fim, fora de casa, deu novo fôlego aos corintianos, que saíram de campo com a sensação de dever cumprido.

Com o resultado, que manteve a invencibilidade do Corinthians na competição, a final se manteve indefinida. Um empate no jogo da volta, no Pacaembu, na próxima quarta, levará o confronto para a prorrogação, que poderá ser seguida de pênaltis. Pelo regulamento, gols marcados fora de casa não contam como critério de desempate na decisão da Libertadores.

O JOGO -
Boca Juniors e Corinthians fizeram um primeiro tempo de poucas emoções, raros momentos de perigo e muita disputa no meio-campo. Mais cauteloso, o time brasileiro adotou a estratégia de avançar somente nos contra-ataques, como era esperado. Mas passou a se soltar a partir da metade da etapa inicial.

No entanto, quem começou no comando do jogo foram os anfitriões. Logo no primeiro minuto, Riquelme levantou na área e Schiavi cabeceou com perigo, por cima do travessão. A resposta do Corinthians veio aos 7. Paulinho acertou um belo chute, de longe e deu trabalho para o goleiro Orión, que espalmou para fora.

Mas os dois bons lances no início não foram representativos do restante da primeira etapa. Cada vez mais truncado no meio-campo o jogo tinha o domínio dos argentinos, que não conseguiam gerar pressão sobre a sólida defesa corintiana. Ralf chegou a falhar no fim, mas o Boca não aproveitou. Em outro lance, aos 34, Santiago Silva acertou bela bicicleta, que parou em Alessandro na pequena área.

Confiante na defesa, o Corinthians passou a se arriscar no ataque. Em duas jogadas de perigo, quase surpreendeu com infiltrações de Danilo e Alex, neutralizadas pela atenta zaga rival. As tentativas acabaram se restringindo a chutes de longa distância de Danilo, aos 30, e Chicão, em cobrança de falta, aos 41. A essa altura, Liedson já substituía Jorge Henrique, com dores na coxa.

O bom ritmo do Corinthians, contudo, foi cortado logo no início do segundo tempo. O Boca voltou melhor do intervalo e parecia determinado a definir a partida nos primeiros minutos da etapa. Aos 4, a bola sobrou para Riquelme encher o pé da entrada da área, para fora. O meia ainda encaixou outra finalização, aos 9, sem maior perigo.

Aos 16, o capitão Riquelme voltou a ameaçar a defesa brasileira, em rápida tabela com Mouche dentro da área. O atacante, porém, bateu fraco e desperdiçou grande oportunidade. De tanto insistir o Boca chegou ao gol aos 28 minutos.

Após cobrança de escanteio, Santiago cabeceou e Chicão desviou com a mão em cima da linha. A bola, então, carimbou a trave e rebateu em direção de Roncaglia, que não perdoou e mandou para as redes. Apesar do toque de mão, Chicão foi poupado pelo árbitro e recebeu apenas o cartão amarelo.

Assustado, o Corinthians viveu minutos tensos até se reequilibrar na partida. Mas, após neutralizar o ímpeto argentino, deu alívio à torcida ao buscar o empate, aos 39. Destaque do time na vitória sobre o Palmeiras, no domingo, Romarinho voltou a brilhar ao receber grande passe de Emerson e bater na saída de Orión: 1 a 1.

Cada vez mais emocionante, o primeiro jogo da final ainda reservou um susto aos corintianos aos 45 minutos. Após cruzamento de Santiago Silva, Viatri acertou a cabeça e mandou no travessão. No rebote, Cvitanich não conseguiu aproveitar o rebote, no último lance de perigo do jogo.

Antes do segundo jogo da decisão, o Corinthians vai descansar no fim de semana. A partida contra o Botafogo, pela 7ª rodada do Brasileirão, foi adiada para o dia 11, no Pacaembu. Antes disso, o time enfrentará o Sport no dia 8, em Recife.

Fonte: AFP

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.
De: Brito- 28/06/2012 09:49

Esse timinho do Corinthians está mesmo com muita sorte, esperamos que os Argentinos saibam usar o futebol garra que é a sua principal marca e reverta o resultado no jogo da volta na próxima semana, seria uma vitória muito mais prasserosa.

Publicidade



ranking

especial

Largos e Pátios - pedras que contam a história

Largos e Pátios - pedras que contam a história

No aniversário das cidades, o portal convida a um passeio pelos pátios do Recife e largos de Olinda

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM