em nota

MEC admite que pergunta sobre doméstica em questionário do Enem é inadequada

Publicado em 31/05/2013, às 16h42 | Atualizado em 20/07/2014, às 06h20

Do NE10

Foto: reprodução

A questão de número 7 incluiu a profissão de empregada doméstica na lista de patrimônio material da residência do candidato

O Ministério da Educação (MEC) admitiu, através de nota enviada à imprensa nesta sexta-feira (31), que uma das perguntas do questionário socioeconômico do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi inadequada. A pergunta, de número 7, tinha como objetivo identificar itens que o candidato possui em sua residência. Entre os objetos relacionados na lista, como televisão, geladeira, aspirador de pó, automóvel e computador, estava a opção de "empregada mensalista".

"O ministro Aloizio Mercadante considera que a forma da pergunta que se refere a trabalhadores domésticos é inadequada, e vai encaminhar a necessidade de sua adequação, preservando os critérios técnicos, mas garantindo integralmente o respeito àqueles trabalhadores", traz a nota enviada à imprensa.

O MEC informou ainda que o questionário é baseado no Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB), organizado pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP), e busca mensurar as classes sociais dos participantes.

PALAVRAS-CHAVE:

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.