URGENTE
Várias pessoas são esfaqueadas na Finlândia, diz agência

docentes das federais

Docentes da UFPE decidem sobre futuro da greve na próxima quinta, quando paralisação completa três meses

Publicado em 10/08/2012, às 19h41 | Atualizado em 21/07/2014, às 16h10

Do NE10

Há 83 dias em greve, os docentes da Universidade Federal de Pernambuco realizam nova assembleia na próxima quinta-feira (16). Na ocasião, será decidida a continuidade ou não do movimento. De acordo com a Associação dos Docentes da instituição (Adufepe), a reivindicação de maior urgência para os educadores hoje é a reabertura das negociações, encerrada pelo Ministério da Educação (MEC), através de circular enviada aos reitores. No documento, o MEC ainda enfatiza que não há "qualquer possibilidade de reabertura".

Na última assembleia dos docentes, realizada na última quarta-feira (08), houve uma votação com os educadores para decidir sobre o encerramento da greve. Com 75 votos contra a volta das atividades e 29 a favor do fim da greve, os manifestantes decidiram continuar a paralisação. A Adufepe comenta que a negociação aconteceu de forma unilateral, e que as propostas foram impostas e não discutidas com o Comando Geral de Greve.

Sobre o ofício enviado pelo MEC, o presidente da Adufepe, José Luis Simões, entende que o Ministério não tem certeza da decisão tomada. "Dois ofícios chegaram na associação, com o teor do segundo dizendo praticamente o mesmo conteúdo do primeiro. Entedemos que o MEC não está convicto da impossibilidade da reabertura, caso contrário não teria enviado um novo ofício", opina.

A próxima assembleia reunirá os docentes no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), no Campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na próxima quinta (16), a partir das 14h. O presidente assegura que será discutida uma contraproposta para apresentar ao governo federal.

PROPOSTA - A nova proposta do governo federal prevê reajustes de 25 a 40%, com ganhos reais expressivos superiores aos portadores de maior titulação e com dedicação exclusiva. O impacto da nova medida é de R$ 4,2 bilhões.

PALAVRAS-CHAVE:

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.

Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo