NE10
Pernambuco - 17.04.14 - Atualizado às 09h58

Tecnologia // convergência

Eduardo Campos assina contrato do projeto PE-Conectado

Publicado em 20.09.2012, às 12h30


c70d6f2dfa48c839ca8ec11a809e2ac3.jpg
Governador assinou o contrato do projeto PE-Conectado na manhã desta quinta (20), no Centro de Conveções
Foto: Arline Lins

Do NE10

O Estado de Pernambuco e a Oi assinaram na manhã desta quinta (20), no Centro de Convenções, onde está funcionando a sede provisória do governo estadual, o contrato do projeto PE-Conectado no valor de R$ 1,02 bilhão. O governo pretende economizar R$ 452,5 milhões ao longo de quatro anos e a rede poderá garantir maior agilidade nos serviços prestados à população.

Entre as novidades estão a inclusão da telefonia móvel integrada com a telefonia fixa, o serviço de 0800, da rede sem fio e videomonitoramento de vias públicas e predial. Pernambuco é o primeiro estado do Brasil a usar a sinergia - diversos pontos de tecnologia conectados - na rede pública e com isso busca promover a inclusão digital por meio da Rede PE-Conectado usando instrumentos como Educação a Distância e formação profissional.

O projeto é para uso dos servidores do Estado e pretende agilizar o trabalho. O cidadão deverá sentir os efeitos da inovação na maior rapidez dos serviços prestados principalmente na segurança com a instalação do vídeomonitoramento nas vias públicas. Esses efeitos, porém, só vão poder ser vistos de forma clara dentro de quatro anos, de acordo com o presidente da Oi, Francisco Valim.

Veja no vídeo Eduardo Campos falando das vantagens da rede PE-Conectado:

O projeto prevê o aumento da quantidade de telefones móveis (de 5 mil para 11 mil), integração dos tráfegos (fixo-móvel, móvel-fixo, intr-grupo), inclusão de videoconferência, serviço de rede local sem fio aberta (para uso público e inclusão digital).

Segundo Francisco Valim, o projeto vai ampliar ainda a capacidade da internet do governo (de 1Gbps para 2,5 Gbps), a segurança da Rede, a quantidade dos links (de 2.837 para 4.080 acessos) e de telefones fixos (30 para 40 mil pontos de voz). "Em quatro anos poderemos ver os avanços ocorridos através do PE-Conectado", destacou Valim.

ECONOMIA - Na telefonia fixa, o governo pretende economizar cerca de R$ 77,9 milhões; na móvel R$ 3,5 milhões; no serviço de 0800 R$ 18 milhões e no serviço de vídeomonitoramento de R$ 120 milhões.

O Consórcio é formado pelas empresas Oi, Avantia e Vectra e vai investir, nos próximos 12 meses, R$ 500 milhões em Pernambuco. A intensão é expandir as redes 2G, 3G e banda larga.

Além dos investimentos para atender ao projeto do PE-Conectado, as empresas do consórcio estimam gerar cerca de 1,5 mil empregos em Pernambuco através da contratação de empresas locais. Eles estarão ligados principalmente à implantação das câmeras para de monitoramento.

O projeto existe desde 2009 e a licitação foi vencida pela Oi depois da disputa acirrada com a Embratel, em agosto de 2012.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.
De: Fabio- 21/09/2012 09:08

Eu acho que 1 bilhao é muito para esse tipo de coisa. Porque do que adianta ter a cidade toda monitorada, se a policia e SAMU (este ultimo principalmente) demoram mesmo quando o cidadão liga e pede ajuda várias horas? 1 bilhao poderiam ser gastos na melhoria do sistema de saúde, pois tenho certeza que quem procura por esses serviços, nao fica dias na espere por causa do sistema em si, e sim pela falta de medicos e locais com boas condições para atendimento. Bom, essa desgraça tem mais jeito nao!

De: Almeida- 21/09/2012 00:17

Tem um termo no processo licitatória denominado "melhor técnica". Que ver coisa feia? Procura saber como é feito as licitações nas pequenas cidades, verá onde estam os ralos do dinheiro publico.

De: Rodrigo- 20/09/2012 21:27

Coisa feia, não sabem nem comentar uma simples notícia e se acham todos sabidos. Parecem não saber o que é e principalmente como se dá uma licitação. Isso é Brasil!! São todos santos e sabidos e ruim são os outros. Espertos!! Vamos lá governador, vamos trabalhar, e fazer um estado melhor para todos nós, é isso aí, todos para nós.

Publicidade



ranking

especial

Largos e Pátios - pedras que contam a história

Largos e Pátios - pedras que contam a história

No aniversário das cidades, o portal convida a um passeio pelos pátios do Recife e largos de Olinda

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM