NE10
Pernambuco - 21.04.14 - Atualizado às 01h51

Nordeste // polícia militar

Clima em frente à assembleia legislativa da Bahia continua tenso

Publicado em 06.02.2012, às 12h33


7822852b1a31434a6fbc5ef597320d7e.jpg
Soldados do exército vigiam manifestantes na Bahia
Foto: Gustavo Maia/NE10 Bahia

Do NE10 Com informações do repórter Gustavo Maia, do NE10/Bahia

Manifestantes que estavam do lado de fora da Assembleia Legislativa da Bahia e o Exército Brasileiro se enfrentaram, mais uma vez, na manhã desta segunda-feira (6). Esse foi o quarto confronto entre eles. Por volta das 11h30 (horário de Brasília), centenas de pessoas, entre grevistas da polícia militar e familiares, se armaram com tijolos e sacos de carvão para tentar furar o bloqueio em volta da assembleia. Eles foram combatidos e dispersados pelos soldados com bombas de efeito moral, spray de pimenta e tiros de borracha.

Por causa da manifestação, outros dois cercos foram montados pelo Exército para evitar que os grevistas alcancem o interior da assembleia. Logo após a confusão, pastores evangélicos deram início a um culto em frente ao local. Uma mulher grávida que estava entre os policiais lá dentro passou mal e precisou ser socorrida por oficiais. Ela foi levada de ambulância para um hospital.



Moradores dos bairros Sussuarana e Pau da Lima estão impossibilitados de sair ou entrar na região, já que o acesso - que passa pelo Centro Administrativo da Bahia (CAB) - a esses locais foi bloqueado pelo exército desde o início da manhã. Por causa disso, um grande engarrafamento se formou na Avenida Luiz Vianna, também conhecida como Paralela. Segundo um representante das forças armadas, o caminho só será liberado depois que for reestabelecida a "sensação de segurança".

A ordem também é para os diretores de escolas municipais. Nesta terça (7), tem início o ano letivo na Bahia, mas as aulas só devem ser retomadas na rede municipal se o responsável de cada instituição achar que as condições de segurança dos bairros são favoráveis. Na rede estadual, os alunos devem ir à escola normalmente, já na particular, estão suspensas. Vários órgãos do estado amanheceram com as portas fechadas nesta segunda, entre eles o Tribunal de Justiça.

A Assembleia Legislativa da Bahia está ocupada por policiais militares em greve desde a última terça-feira (31). Por volta das 6h desta segunda, aproximadamente 600 homens do Exército Brasileiro e da Força Nacional cercaram o lugar. Centenas de policiais continuam dentro da Assembleia. Entre eles, Marco Prisco, presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), que deu início ao movimento grevista.

Com a paralisação dos trabalhos da polícia militar, o número de saques, roubos, assaltos e assassinatos na Bahia aumentaram significativamente. Dois mil e trezentos homens da Força Nacional de Segurança e do Exército Brasileiro foram recrutados para fazer a segurança do estado durante os protestos.

Nesta a manhã, o repórter Gustavo Maia, no NE10 Bahia, que tem acompanhado toda a movimentação em frente à assembleia, foi entrevistado duas vezes por Geraldo Freire, no programa Super Manhã, para falar sobre os acontecimentos recentes. Confira o audio das entrevistas.



GOVERNO - Em nota, o Governo do Estado da Bahia afirma ter garantido reajuste salarial, em 2012, de 6,5% para os policiais militares "prova de que está disposto a negociar as reivindicações econômicas da categoria". No comunicado, avanços alcançados no governo atual são destacados, como reestruturação da carreira dos praças com o resgate das graduações de cabo e subtenente, eliminação de termo que reduzia a remuneração durante a aposentadoria do policial, pagamentos da gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET), aumento de 80% no valor do auxílio alimentação e a criação do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), que começa a ser pago em este ano.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



ranking

  1. Nenhuma notícia lida até o momento

especial

Sport Campeão Nordestão 2014

Sport Campeão Nordestão 2014

A conquista e a campanha para o Leão chegar a seu título na Copa Nordeste

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM