NE10
Pernambuco - 17.04.14 - Atualizado às 06h39

JC Trânsito // cratera

Motoristas enfrentam noite de caos no trânsito do Grande Recife

Publicado em 27.10.2011, às 00h16

305206c55c773f6cf41b5aae472c0250.jpg
O asfalto que cedeu está localizado em cima do lugar onde está sendo construído um túnel
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Marília Banholzer Especial para o NE10

Quatro horas foram necessárias para que a reportagem do Portal NE10 conseguisse chegar à cratera aberta no asfalto da Avenida Mascarenhas de Morais, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O incidente aconteceu por volta das 17h desta quinta-feira (27), na entrada do bairro de Jordão Baixo, causando um congestionamento intenso e muito transtorno aos motoristas.

Por sorte, o semáforo instalado na entrada da Avenida Maria Irene, via de acesso ao Jordão, estava fechado no momento em que o buraco se abriu, evitando que algum carro caísse no local ou que algum pedestre se machucasse. A cratera é profunda, ocupa as duas faixas de rolagem do sentido Recife/Jaboatão e tem cerca de 3m de largura. Em uma situação corriqueira, de congestionamento e trânsito parado, pelo menos seis carros poderiam ter sido afetados.


Foto: Marília Banholzer/ Especial para o NE10

A taxista Gilvanete Maria Bezerra contou que por pouco não caiu no buraco. Um atraso de 20 minutos para sair de casa para ir buscar uma passageira foi o suficiente para evitar uma tragédia com ela e a cliente, uma grávida a caminho do hospital. Depois do susto ela voltou para conferir a cratera na via. Confira depoimento no vídeo abaixo:

Por causa do risco de um novo afundamento do asfalto, o fluxo de veículos está interditado em todas as faixas dos dois sentidos de tráfego, cidade/subúrbio e o contrário.
 

Foto: Marília Banholzer/ Especial para o NE10

Os motoristas que vêm no sentido Aeroporto/Prazeres devem entrar na Avenida Maria Irene e contornar a cratera por dentro do bairro do Jordão Baixo. Já os motoristas que vêm de Jaboatão para o Recife devem entrar nas vias que dão acesso ao bairro de Boa Viagem, sendo a última entrada na Avenida Armindo Moura. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) enviou uma nota a imprensa oferecendo outras orientações aos motoristas

CONGESTIONAMENTO - Na rua, motoristas com semblantes exaustos perguntavam uns aos outros o que estava acontecendo. Em um dos casos, duas mulheres que passaram pela reportagem gritaram irritadas que vinham do Cabo de Santo Agostinho e que estavam no engarrafamento há mais de quatro horas. Entre os carros, rapazes apareceram vendendo água e pipoca, o famoso passatempo da viagem. Nos ônibus, os passageiros mais pacientes aproveitaram para tirar um cochilo. Os mais apressados desceram dos coletivos e completaram o caminho a pé, ou aproveitaram a proximidade com as estações do metrô e optaram por trocar de meio de transporte.


Foto: Marília Banholzer/ Especial para o NE10

O asfalto que cedeu está localizado em cima do lugar onde está sendo construído um túnel. A obra é de responsabilidade da Construtora Camargo Corrêa. Em nota enviada por volta das 18h30, a Camargo Corrêa tenta explicar o ocorrido:

"O rompimento de uma adutora da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) na madrugada do último sábado (22) provocou o alagamento de um túnel em construção na Estrada da Batalha, divisa entre Recife e Jaboatão dos Guararapes. Nesta quinta-feira (27), em decorrência desse alagamento, o pavimento da rodovia cedeu, interrompendo o tráfego. O Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco e demais autoridades públicas foram imediatamente comunicadas. Não houve vítimas. Os prejuízos materiais serão quantificados assim que possível e a empresa já está colaborando para o restabelecimento do tráfego no local".


Em resposta, a Compesa informou via Twitter que "Não passa tubulação da Compesa no trecho onde afundou asfalto final Mascarenhas de Moraes. Local não é o mesmo onde ocorreu estouramento". Em seguida postou uma nova mensagem dizendo que "Não há indicio de rompimento tubulação água no final Mascarenhas Moraes".

Já a Secretaria de Transportes/DER enviou nota informando que o afundamento da via deve ter sido causado por um estouramento de alguns canos da Compesa, danificados por uma retroescavadeira da Construtora Camargo Correa, que realizava serviços no local. A nota informa ainda que o dano não havia sido comunicado à companhia de saneamento, mas que providências já estão sendo tomadas. [Veja no vídeo]

CRIME - O assassinato de um soldado da Aeronáutica (saiba mais aqui) na esquina da Avenida Visconde Jequitinhonha com a Armindo Moura, em Setúbal, contribuindo para aumentar o engarrafamento no sentido Piedade. Na foto abaixo, postada pelo internauta @ditto_cadete no Twitter, é possível identificar que o trágefo de veículos ficou intenso até o cruzamento das vias e depois seguiu tranquilo.
 

Foto: @ditto_cadete/ Twitter

O problema foi o fato de que o corpo da vítima estava numa das calçadas chamando a atenção de curiosos e motoristas. O congestionamento na Mascarenhas de Morais e Visconde Jequitinhonha gerou uma grande mobilização nas redes sociais. A todo momento, os internautas enviavam ao perfil do @JCTransito informações e imagens numa tentativa de alertar os outros motoristas e desabafar a irritação com o tráfego parado.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



ranking

  1. Nenhuma notícia lida até o momento

especial

Derrepente virtual

Derrepente virtual

Produzido por concluintes do curso de Jornalismo da Católica, especial mostra como a literatura de cordel sobrevive na era virtual.

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM