NE10
Pernambuco - 20.04.14 - Atualizado às 15h20

Grande Recife // operação

Quadrilha suspeita de roubo e receptação de carros no alvo da polícia

Publicado em 27.07.2012, às 07h49


c3e6e78984ea116aa559d74483f50d21.jpg
Oito pessoas foram presas, das quais seis em cumprimento de mandados e duas, em flagrante
Foto: Helia Scheppa/JC Imagem

Do NE10 ATUALIZADA ÀS 10H

A Operação Rota Final foi deflagrada no início da manhã desta sexta-feira (27) para tentar cumprir 14 prisão preventiva contra uma quadrilha suspeita de roubo e receptação de veículos em Pernambuco e na Paraíba.

Segundo a Polícia Civil pernambucana, os suspeitos roubavam os carros, adulteravam as características iniciais e confeccionavam novos documentos. Depois, os veículos eram entregues aos receptadores, que os vendiam. "Era uma organização criminosa muito bem estruturada", afirmou o chefe da chefe da Polícia Civil, Osvaldo Morais. De acordo com o delegado, as modificações feitas pela quadrilha, que realizava as adulterações no Agreste pernambucano, de tão bem feitas, só eram percebidas após perícia.

A ação, realizada por 75 policiais civis e 40 militares, cumpriu os mandados em Camaragibe e Igarassu, no Grande Recife; Caruaru, Belo Jardim, Lajedo e Jupi, no Agreste pernambucano; e João Pessoa, na Paraíba. Dois dos mandados são contra suspeitos que realizavam o crime de dentro do presídio. Outros três já foram detidos durante as investigações. Além dos mandados de prisão, foram expedidos 15 de busca e apreensão.

Oito pessoas foram presas nesta sexta-feira, das quais seis foram em cumprimento de mandados e duas em flagrante. Duas outras, segundo a polícia, realizavam o crime de dentro do presídio. Outros três já foram detidos durante as investigações, que começaram em dezembro do ano passado, pelo Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri). Um funcionário do Departamento Estadual de Trânsito da Paraiba (Detran-PB) está entre os presos.

Ouça a entrevista concedida pelo chefe da Polícia Civil, Osvaldo Morais, à Rádio Jornal:

Os presos foram encaminhados à Cordenação de Operação e Recursos Especiais (CORE), na Rua Lourenço de Sá, no bairro de São José, Centro do Recife. Eles devem ser autuados por formação de quadrilha, roubo, furto e adulteração de sinais identificadores de veículos automotores, falsificação de documentos e receptação.

O gestor do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), José Cláudio Nogueira, apresentará mais informações sobre a Operação Rota Final durante a tarde desta sexta-feira.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



ranking

especial

O largo, o povo e a bola

O largo, o povo e a bola

A saga de paixão do Santa Cruz faz 100 anos em 3 de fevereiro de 2014

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM