NE10
Pernambuco - 24.04.14 - Atualizado às 11h09

Grande Recife // Prisão

Capturado o número 1 dos 100 mais procurados pela polícia de Pernambuco

Publicado em 28.09.2011, às 10h40

ed7cbfcb6e6ca35be1622e69dceab080.jpg
Foto: Thamillys Rodrigues/NE10
Do NE10

O número 1, entre os 100 mais procurados pela polícia de Pernambuco, foi apresentado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) na manhã desta quarta-feira (28). 

Edilson Aguiar da Silva, de 23 anos, tem no seu vasto currículo nove mandados de prisão preventiva - sendo oito por homicídio e uma por tentativa de homicídio (numa troca de tiros com policiais militares), mas a polícia acredita que ele tenha participação em cerca de 20 mortes. Edilson tem envolvimento com o tráfico de drogas e de armas, e a maioria de seus crimes foram cometidos entre 2007 e 2009, no bairro do Pina, Zona Sul do Recife.

Ele foi preso por volta do meio-dia dessa terça-feira (27) na residência da sua mãe, localizada na Rua Pangaré, em Jardim São Paulo, num trabalho integrado entre as polícias Militar e Civil e não reagiu à prisão. Edilson já havia sido preso em flagrante anteriormente, no episódio em que atirou contra uma viatura da Polícia Militar, ocorrido em 2007, mas teve sua prisão relaxada.

Durante a coletiva de imprensa realizada na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Edilson negou os crimes e afirmou que não sabia que era o criminoso mais procurado do Estado, caso contrário, teria se mudado para outro lugar.

Segundo o titular da 3º Delegacia de Polícia de Homicídios, Wagner Domingues, é muito difícil juntar provas contra Edilson devido à sua alta periculosidade. Entre suas vítimas, no período que foi de 2007 a 2009, está o técnico em enfermagem Romeu José Cavalcante Filho, morto em 2009, depois que Edilson achou que ele o havia denunciado à polícia. Além disso, ele tinha ligação com presidiários

Agora, com a prisão de Edilson, o número 1 dos mais procurados passa a ser Kleberson Pereira da Silva, com sete mandados de prisão. A lista completa será divulgada nesta quinta-feira (29) no site da SDS e já é disponibilizada para todas as viaturas dos grupos táticos da polícia.

De acordo com o comandante do policiamento da capital, coronel Paulo Cabral, desdea a implementação Sistema de Contenção ao Crime (SCC), em agosto, já houve uma dimunuição significativa no número de crimes no Recife, e o livro com a lista dos mais procurados vem ajudando neste trabalho.

Além disso, o coronel conta que, com o novo sistema, houve um realinhamento de efetivo, com mais policiamento nas áreas mais críticas, e o monitoramento dos presos em liberdade condicional está mais efetivo, com o uso da tornezeleira eletrônica. "A gente observa que, principalmente na capital, houve uma redução significativa [no número de homicídios]. Até hoje, nós tivemos 27 homicídios na capital. No mês passado, foram 58. Isso mostra quase 50% de redução", afirma o coronel. O número de homicídios deste mês fez com que este fosse considerado o mês de setembro com menor número de crimes do tipo desde 2004, completou Paulo Cabral.

HISTÓRICO - As investigações, que duraram quatro meses, mostram que Edilson entrou para o mundo da criminalidade aos 15 anos, no ano de 2003, quando matou dois traficantes num bar conhecido como "Banhista do Pina", após uma briga na praia. Depois do episódio, passou a trabalhar como "aviãzinho" na comunidade do Entra Apulso, em Boa Viagem, de onde saiu no ano de 2006, seguindo para a comunidade do Bode, no Pina. Lá, ele comandou uma quadrilha de traficantes em parceria com o adolescente conhecido como Kena, responsável pelo assassinato do psicanalista Antônio Carlos Escobar em 2005.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE
Comente esta matéria
validador 

Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



ranking

especial

Derrepente virtual

Derrepente virtual

Produzido por concluintes do curso de Jornalismo da Católica, especial mostra como a literatura de cordel sobrevive na era virtual.

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM