NE10
Pernambuco - 23.04.14 - Atualizado às 12h25

Educação // Férias

Professores de escolas particulares de Pernambuco rejeitam mudança no calendário por causa da Copa

Publicado em 07.10.2013, às 12h20


075986b39cdd598b705ea93378037710.jpg
A rejeição da proposta dos donos de escolas foi por unanimidade
Foto: Divulgação

Do NE10

Os professores das escolas da rede particular de Pernambuco vão mesmo querer as férias de julho em 2014. A votação realizada em assembleia na manhã desta segunda-feira (7) no Recife e em Caruaru, Limoeiro e Petrolina rejeitou a proposta de mudança do calendário do próximo ano devido aos jogos da Copa do Mundo por unanimidade.

O Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro), portanto, decidiu manter a convenção, que prevê o recesso escolar para o mês de julho. "Não podemos mudar a vida dos trabalhadores e de pais e alunos, que já têm uma organização e muitas vezes já compraram pacotes de férias, por causa de cinco datas de jogos (três na Arena Pernambuco e duas de jogos da seleção brasileira)", afirmou o coordenador geral do Sinpro, Jackson Bezerra.

Os professores decidiram propor que as férias continuem em julho e que alunos e funcionários sejam liberados nos dias de jogos. A reposição das aulas, que seria feita aos sábados, deve ser definida em março do próximo ano, quando começa a campanha salarial dos profissionais.

LEIA MAIS
»
Copa do Mundo pode alterar férias das escolas particulares de Pernambuco
» Sindicato acusa escolas de pressionar professores a aceitar calendário para Copa

No dia 13 de setembro, o Sindicato das Escolas Particulares de Pernambuco (Sinepe) lançou proposta de mudança do calendário letivo. Dessa forma, as férias de julho sofreriam alterações. Os donos de escolas propuseram à categoria docente o início do primeiro semestre escolar em 3 de fevereiro e o término em 11 de junho, um dia antes da estreia do mundial. O segundo semestre teria início em 14 de julho.

Um dos argumentos do Sinepe é a dificuldade de se locomover no Grande Recife, devido ao trânsito caótico. Nos dias de jogos, por exemplo, os alunos teriam que ser liberados com muita antecedência para dar tempo de assistir aos jogos. Jackson Bezerra afirmou que participou de reuniões com órgãos governamentais, como a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), que teriam garantido que obras de mobilidade garantiriam a fluidez do tráfego nesse período.

NÚMEROS - Atualmente, 25 mil professores atendem à demanda da educação básica privada no Estado, com 420 mil alunos. Na rede pública estadual, são 770 mil estudantes matriculados, espalhados em 1.089 unidades de ensino. Aproximadamente, 26.300 docentes estão efetivos na grade escolar de Pernambuco. A Secretaria Estadual de Educação declarou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o planejamento escolar para o próximo ano está em fase de elaboração, não havendo propostas ainda para os dias de jogos da Copa do Mundo.

Compartilhe essa notícia

DIGG NEWSVINE STUMBLE WINDOWS LIVE GOOGLE FACEBOOK MYSPACE


Comente esta matéria


Cadastre-se! Esqueceu a senha? O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. Para participar, é preciso ser cadastrado no Portal.

Publicidade



ranking

especial

Derrepente virtual

Derrepente virtual

Produzido por concluintes do curso de Jornalismo da Católica, especial mostra como a literatura de cordel sobrevive na era virtual.

Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
© Copyright © 1997-2014, SJCC - Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - Recife - PE - Brasil
Grupo JCPM